fbpx

A MAIOR E MAIS DETALHADA SIMULAÇÃO DO INÍCIO DO UNIVERSO!!!

ESSA SEMANA ESTAREI NO INTELIGÊNCIA LIMITADA, NO PLUGADOS E NO CIÊNCIA SEM FIM, ENTÃO JÁ SE INSCREVE NOS TRÊS AÍ: https://www.youtube.com/c/Ci%C3%AAnciaSemFim https://www.youtube.com/c/Intelig%C3%AAnciaLtda https://www.youtube.com/c/PlugadoPodcast Os campos da astronomia e da astrofísica estão prontos para uma revolução nos próximos anos. Graças aos…

ESSA SEMANA ESTAREI NO INTELIGÊNCIA LIMITADA, NO PLUGADOS E NO CIÊNCIA SEM FIM, ENTÃO JÁ SE INSCREVE NOS TRÊS AÍ:

https://www.youtube.com/c/Ci%C3%AAnciaSemFim

https://www.youtube.com/c/Intelig%C3%AAnciaLtda

https://www.youtube.com/c/PlugadoPodcast

Os campos da astronomia e da astrofísica estão prontos para uma revolução nos próximos anos. Graças aos observatórios de próxima geração, como o Telescópio Espacial James Webb (JWST), os cientistas finalmente poderão testemunhar a formação das primeiras estrelas e galáxias do Universo. Com efeito, eles serão capazes de perfurar o véu da Idade das Trevas Cósmica, que durou de aproximadamente 370.000 anos a 1 bilhão de anos após o Big Bang.

Durante este período, o Universo estava cheio de nuvens de hidrogênio neutro e fótons desacoplados que não eram visíveis para os astrônomos. Antecipando o que os astrônomos verão, pesquisadores do Harvard & Smithsonian Center for Astrophysics (CfA), do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e do Max Planck Institute for Astrophysics (MPIA) criaram um novo conjunto de simulação chamado Thesan que simula o período mais antigo de formação de galáxias.

A criação da suíte Thesan e os resultados obtidos pela equipe são descritos em uma série de três artigos que foram recentemente aceitos no Monthly Notices da Royal Astronomical Society . As simulações foram criadas usando o supercomputador SuperMUC-NG localizado no Centro de Supercomputação Leibniz da Academia de Ciências da Baviera. O processo levou mais de 30 milhões de horas de CPU e levaria mais de 3.500 anos para ser concluído em um computador convencional.

As simulações cobrem a Época da Reionização (cerca de 13 bilhões de anos atrás). Neste período cósmico, átomos de hidrogênio neutros foram ionizados para formar átomos de hidrogênio positivos, permitindo que a luz se espalhasse por todo o Universo. Simular esse período não foi tarefa fácil, pois envolveu a recriação de algumas interações imensamente complicadas e caóticas entre gravidade, gás, radiação e muito mais. Também significava capturar a física em escalas um milhão de vezes menores do que as regiões simuladas.

Por gerações, os astrônomos esperaram pelo dia em que seria possível ver os primeiros períodos do Universo e ver como tudo começou. Quando combinado com observações de como o cosmos evoluiu desde que os cientistas finalmente poderão abordar alguns dos mistérios mais profundos do cosmos. Saber que esse dia está chegando é emocionante!

FONTES:

https://www.universetoday.com/155196/new-simulation-recreates-an-early-time-in-the-universe-that-still-hasnt-been-seen-directly/

https://www.cfa.harvard.edu/news/astronomers-reveal-remarkable-simulations-early-universe-dark-ages-through-first-light

https://arxiv.org/pdf/2110.02966.pdf

https://arxiv.org/pdf/2110.00584.pdf

#BIGBANG #REIONIZATION #JAMESWEBB

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo