Sonda InSight Da NASA Abre Seus Painéis Solares Para Teste

A próxima missão da NASA, para Marte, passou por um teste crítico, na última terça-feira, dia 23 de Janeiro de 2018, estendendo os painéis solares que irão fornecer energia para o módulo de pouso InSight quando ela estiver no solo marciano, a partir de Novembro de 2018.

O teste aconteceu na Lockheed Martin Space, nas imediações de Denver, no Colorado, onde a InSight está sendo construída e está passando por testes até o lançamento. A missão é liderada pelo Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena na Califórnia.

“Essa é a última vez que veremos o módulo na sua configuração de pouso antes dele chegar no Planeta Vermelho”, disse Scott Daniels, Gerente de Operações de Teste, Lançamento e Montagem da InSight na Lockheed Martin. “Ainda temos muitas etapas que nós temos que fazer antes do lançamento, mas essa era uma etapa crucial, antes do módulo ser enviado para a Base da Força Aérea de Vandenberg na Califórnia”. A janela de lançamento da InSight começa em Maio.

Os painéis solares em forma de leque são desenhados especialmente para a fraca luz solar que chega em Marte, devido à distância que o planeta está do Sol e também devido à sua fina e empoeirada atmosfera. Os painéis irão fornecer energia para a InSight por pelo menos um ano marciano, ou seja, dois anos terrestres, para a primeira missão dedicada a estudar o interior profundo de Marte. InSight é uma sigla e significa, Interior Exploration using Seismic Investigations, Geodesy and Heat Transport, algo em português, seria, Exploração do Interior usando Sísmica, Geodésia e Transporte de Calor, ou seja, uma missão totalmente geofísica.

“Pense na InSight como sendo a primeira vez em 4.5 bilhões de anos que vamos fazer uma checagem de saúde em Marte”, disse Bruce Banerdt, do JPL, o principal pesquisador da missão . “Nós iremos estudar seu pulso para ouvir possíveis martemotos (terremotos em Marte), com um sismômetro. Nós iremos tirar sua temperatura com uma sonda para medir o calor, e vamos checar seus reflexos com um experimento de rádio”.

Em adição aos testes feitos com o painel solar, os engenheiros deram um toque final: instalaram um microchip inscrito com mais de 1.6 milhão de nomes submetidos pelo público. Isso se junta a um chip contendo quase 827 mil nomes que foram colados no topo das costas da InSight em 2015, somando um total de 2.4 milhões de nomes que estão indo para Marte. “Essa é uma maneira interessante de do público se sentir pessoalmente envolvido com a missão”, disse Banerdt. “Nós estamos felizes com todos esses nomes indo para Marte de carona”.

Os chips foram inscritos no Microdevices Laboratory do JPL, onde foram ainda adicionados nomes e imagens de sondas como a Mars Spirit, a Opportunity e o Curiosity. Cada caractere nos microships da InSight têm apenas 400 nanômetros de largura. Só por comparação, um fio de cabelo humano tem 100 mil nanômetros de largura, e um glóbulo vermelho tem 8 mil nanômetros de largura.

Fonte:

https://www.nasa.gov/feature/jpl/nasas-next-mars-lander-spreads-its-solar-wings

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.