WISE Revela Segredos da Escuridão

Novas estrelas estão se formando dentro dessa nuvem gigante de gás e poeira como vista através da luz infravermelha da Wide-field Infrared Survey Explorer ou WISE da NASA. Esparramando-se pela constelação da Vela essa estrutura é um complexo de densas nuvens negras de gás e poeira dificultando a sua detecção com telescópios tradicionais que só são capazes de registrar a luz visível. Esse complexo é chamado de Vela Molecular Cloud Ridge.  Essa cadeia pode formar parte da borda do braço espiral de Orion da Via Láctea. Os astrônomos mapearam essa região em ondas de rádio no final dos anos de 1980 e encontraram quatro distintas regiões de gás mais denso chamadas de A, B, C e D. Essa imagem mostra a primeira região denominada Vela A.

Vela A, está localizada a aproximadamente 3300 anos-luz de distância. Essa imagem da Vela A cobre uma área no céu equivalente a 4.5 luas cheias de largura por 3 luas cheias de altura, se espalhando por aproximadamente 130 anos-luz no espaço. A região central da nuvem está sendo escavada pela radiação e ventos provenientes de estrelas jovens e quentes. A energia dessas estrelas é absorvida então pela poeira ao redor. Desse modo essas estrelas se tornam invisíveis para a luz visível, mas a poeira aquecida brilha no comprimento do infravermelho (visto aqui em verde e vermelho). Espalhando-se ao redor da Vela A estão alguns grupos de fontes de radiação que aparecem em vermelho nessa imagem, e não possuem nenhuma pista em luz visível.  Então é possível que esses sejam Objetos Estelares Jovens, que são estrelas na sua infância envolvidas na poeira original. A luz infravermelha observada a partir dessas estrelas muito jovens, não vêem diretamente das estrelas, mas sim da poeira ao redor delas, que brilha à medida que as estrelas aquecem a poeira.

Todos os quatro detectores infravermelhos a bordo da sonda WISE foram usados para construir esse mosaico. A representação de cores é: azul e ciano representam a luz infravermelha no comprimento de onda de 3.4 e 4.6 mícron, que é dominado pela luz proveniente das estrelas. As cores verdes e vermelhas representam os comprimentos de onda de 12 e 22 mícron, que são provenientes da luz vinda da poeira aquecida.

Fonte:

http://wise.ssl.berkeley.edu/gallery_Vela_A.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.