fbpx

Direto do Observatório Lunar Vaz Tolentino (agora com o site remodelado): A Cratera Copernicus

Cratera COPERNICUS– Cratera com 93 Km (58 milhas) de diâmetro externo. 

Coordenadas Selenográficas: Lat: 9.7º N  Long: 20.1º W.

Diâmetro: 93 Km;

Profundidade: 3,8 Km.

Foto no mapa: LAC 58.

Melhor época para observação: 2 dias após a fase “quarto crescente” ou 1 dia após a fase “quarto minguante”.

Quem foi Nicolaus Copernicus ? Astrônomo polonês da renascença (1473-1543). Combateu o geocentrismo (a Terra como o centro do universo) formulando o modelo heliocentrico (o Sol como centro do Universo com Terra e os planetas girando ao seu redor). Retirou a Terra do centro do Universo.

Copernicus é uma cratera relativamente jovem, com cerca de 1 bilhão de anos. Essa espetacular cratera de impacto possui um sistema de “raios brilhantes” que se estendem por cerca de 800 Km para fora (visível a olho nu), é uma das mais proeminentes e famosas da superfície lunar. Não é uma cratera com o perímetro perfeitamente circular. Na realidade sua circunferência é definida por uma seqüência de 7 segmentos relativamente retos. As bordas externas que circundam a cratera formam uma espécie de “fortificação” com paredes escarpadas e inclinadas, criadas pelos escombros do impacto.

Existem na superfície circundante de Copernicus uma série de minúsculas crateras secundárias, que foram criadas por materiais ejetados durante o grande impacto que criou Copernicus.

Copernicus é um alvo fácil para telescópios e fica perto do centro do disco lunar, junto da margem sul externa do Mare Imbrium. Após o impacto do asteróide que criou Copernicus a cerca de 1 bilhão de anos atrás, suas paredes internas desabaram, criando encostas que formaram espécies de “degraus” ou  “curvas de nível” (walls in terraces).

Observe o piso interior plano (diâmetro da parte interna com 56 Km ou 35 milhas) e os protuberantes montes quase centrais, com 900 metros de altura. Os picos ascenderam quando as rochas da crosta lunar foram comprimidas pelo poderoso impacto que criou Copernicus e reagiram com uma espécie de ricochete (ação e reação). Os picos contém material com origem provável de 5 a 10 Km abaixo da superfície.

Foto com apenas 1 frame em ?30? de maio? de ?2012, ??21h32m.

Não deixem de visitar na internet o site oficial do Observatório Lunar Vaz Tolentino. O site ficou fora do ar por alguns dias pois estava sendo remodelado e voltou com força total. Não deixem de conferir o novo layout, mais moderno, explicativo, fácil de navegar. Mas o importante é que a qualidade das imagens e informações continuam a mesma. Então se você quer ver uma bela foto da Lua, de detalhes surpreendentes de crateras ou fotos da Lua Cheia, comparação do tamanho aparente com outros planetas, ou mesmo ler informações sobre astronomia e ciência em geral visite: www.vaztolentino.com.br. Parabéns a toda a equipe do VTOL, o site está lindo as imagens cada vez melhores.

Fonte:

www.vaztolentino.com.br

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.