Vídeo Mostra Nuvens Noctilucentes e Auroras Sobre a Escócia


observatory_150105Por que estaria o céu mostrado no vídeo acima ainda está brilhando mesmo depois do pôr-do-Sol? Além das estrelas, e da banda da nossa Via Láctea ele contem também nuvens noctilucentes e auroras. Raros individualmente, ambos os fenômenos, podem ser vistos acima, no vídeo feito sobre Caithness, na Escócia, durante uma única noite no início do mês de Agosto de 2013. Notadas pela primeira vez em 1885, muitas nuvens noctilucentes  são conhecidas como sendo relacionadas com rastros meteóricos atmosféricos, embora detalhes e as origens de outras ainda é um tópico aberto para pesquisas. Esses filamentos meandrantes brilhantes de cristais de gelo que refletem a luz do Sol são na verdade as nuvens mais altas da atmosfera da Terra. O vídeo acima não registra somente uma variedade de nuvens noctilucentes, mas também como suas estruturas variam com o passar do tempo. Nuvens mais inferiores aparecem normalmente escuras ou com movimentos rápidos. Aproximadamente na metade do vídeo as nuvens se juntam a auroras. Em alguns momentos, nuvens baixas, nuvens noctilucentes e auroras são todas visíveis simultaneamente, cada uma realizando sua dança própria e uma vez – veja se você consegue identificar – com o Big Dipper rotacionando no plano de fundo.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap130819.html


alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo