fbpx

VÊNUS PODE TER VULCÕES ATIVOS | SPACE TODAY TV EP2074

ASSISTAM O VÍDEO DA NED:

https://www.youtube.com/watch?v=ocw-R7tHsdU&t=329s

————————————————————————————————————

VISITE A LOJA DO SPACETODAY:

https://www.spacetodaystore.com

————————————————————————————————————

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

————————————————————————————————————

ESCUTE O PODCAST HORIZONTE DE EVENTOS – EPISÓDIO DE HOJE – BETELGEUSE

https://soundcloud.com/user-956768544/horizonte-de-eventos-episodio-7-betelgeuse-vai-explodir

————————————————————————————————————

– No Sistema Solar existem claramente dois mundos ainda ativos geologicamente falando.

– Um deles, obviamente é a Terra e o outro é o satélite Io de Júpiter, que possui centenas de vulcões ativos.

– A Lua, e Marte, por exemplo, nós sabemos que em um passado distante tiveram um vulcanismo muito ativo.

– E Vênus? O planeta é repleto de vulcões, possui uma atmosfera muito espessa, será que existe algum vulcanismo ativo ali.

– Essa é uma pergunta que sempre foi feita no meio da ciência planetária.

– Vênus foi explorado durante um bom tempo por uma sonda da Agência Espacial Europeia conhecida como Venus Express.

– A aproximadamente 10 anos atrás, os pesquisadores usaram os dados dessa sonda e chegaram a dizer que existiam fluxos de lava em Vênus que deveriam ter menos de 2.5 milhões de anos de idade.

– Talvez teriam até mesmo menos de 250 mil anos, o que é muito recente em termos geológicos.

– Em 2010, os pesquisadores descobriram uma emissão incomum nos comprimentos de onda do infravermelho vinda de regiões onde existem vulcões em Vênus.

– Os pesquisadores esperavam baixas emissões dessas regiões devido a idade do terreno, então as altas emissões só poderiam estar relacionadas com fluxos recentes de lava.

– Mas a idade exata era difícil de ser estimada.

– Recentemente os pesquisadores descobriram uma maneira.

– A ideia deles foi estudar se em Vênus poderia existir olivina.

– A olivina é um mineral verde normalmente encontrado em rochas vulcânicas.

– Os pesquisadores então aqueceram amostras de olivina encontradas na Terra até as temperaturas venusianas de cerca de 900 graus Celsius.

– Eles então descobriram que em dias, a olivina ficava coberta com um mineral avermelhado, chamado de hematita que faz com que a detecção da olivina seja dificultada, mas mesmo assim o espectrômetro da Venus Express seria capaz de detectar.

– Os pesquisadores então submeteram as rochas estudadas na Terra a um espectrômetro e compararam a resposta espectral com a resposta espectral das emissões detectadas pela Venus Express.

– As respostas espectrais são idênticas mostrando o enfraquecimento do sinal depois de dias devido à cobertura de hematita.

– Isso indica que os fluxos de lava detectados pelos instrumentos da sonda Venus Express, que orbitou Vênus de 2006 a 2014 possuem poucos anos de vida, indicando que o planeta possui atividade vulcânica nos dias de hoje.

– Isso só reforça os esforços pensados para de alguma forma retornarmos a explorar o planeta Vênus.

– A Ned fez um vídeo no canal dela ontem falando sobre as possibilidade do nosso retorno para Vênus, corram lá e deem uma olhada.

– O ano de 2020 já começa com uma bela descoberta, para mostrar que a astronomia realmente não para.

Fonte:

https://www.space.com/venus-may-have-active-volcanoes-new-evidence.html

https://advances.sciencemag.org/content/advances/6/1/eaax7445.full.pdf

#Venus #ActiveVolcanism #SpaceToday

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .