Direto Do Observatório Lunar Vaz Tolentino: Sinus IRIDUM

Hoje, com prazer, comunico o início de uma parceria que com certeza terá sucesso. Em acordo com o Observatório Lunar Vaz Tolentino, vamos publicar aqui no CIENCTEC as fotos em destaque do dia. E começamos hoje com a Sinus Iridum. Aproveitem e cometem. E não deixem de acessar o maravilhoso site e o projeto do Professor Vaz Tolentino: http://www.vaztolentino.com.br/

SINUS IRIDUM– baia com 236 Km de diâmetro. Lat: 44.1º N  Long: 31.5º W.

Foto nos mapas LAC 24 e LAC 11.

Melhor época para observação: 3 dias depois da fase “quarto crescente” ou 2 dias depois do “quarto minguante”.

Sinus Iridum em latim significa “Baia do Arco-iris”. Essa região é considera uma das mais lindas da paisagem lunar. Está localizada na margem noroeste do Mare Imbrium e é circundada de nordeste a sudoeste pela cordilheira dos Montes Jura.

Sinus Iridium é em si uma enorme cratera parcialmente submersa em lava basáltica, que foi inundada quando do grande abalo do piso lunar, ocorrido no massivo impacto do asteróide ou cometa que criou o Mare Imbrium. 

O pedaço protuberante no lado sudoeste de Sinus Iridum que adentra o Mare Imbrium, é conhecido como Promontorium (cabo) Heraclides (Lat: 40.3º N  Long: 33.2º W), estrutura com 50 Km de largura e1.700m de altitude. Do lado nordeste de Sinus Iridum, a protuberante parte de avança sobre o Mare Imbrium, é conhecido como Promontorium Laplace (Lat: 46.0º N  Long: 25.8º W), e tem 2600m de altitude e 50 Km de largura.

Sobre os Montes Jura e junto à parte externa da margem norte de Sinus Iridum, encontra-se a cratera Bianchini (diâmetro: 38 Km, Lat: 48.7º N  Long: 34.3º W). O impacto que escavou Bianchini próximo da borda dos Montes Jura, empurrou material da cordilheira para o piso de Sinus Iridum. A parede interna e o piso da cratera Bianchini são irregulares. Existe a presença de uma pequena montanha na região central do piso.  

Dados técnicos da foto:

Autor:

Ricardo José Vaz Tolentino.

Data e Hora:            

21? de ?agosto? de ?2010, ??22h08m.

Foto com apenas 1 frame, sem longa exposição ou “empilhamento”. Não foram utilizados filtros.

Telescópio:                        

Refletor Dobsoniano SkyWatcher Collapsible Truss-Tube;

Diâmetro Espelho Primário:      

305mm (12”);

Distância Focal:                 

1500mm;

Focal/Ratio – (f/):               

5;

Tripé ou Montagem:                     

Dobsoniana;

Barlow:                                

Celestron Ultima 2X Barlow;

Câmera:                               

Orion StarShoot Solar System Color Imager II;

Fonte:

http://www.vaztolentino.com.br/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.