Uma Superlua Muito Bem Planejada

Como já disse aqui, a superlua desse último final de semana gerou milhares de imagens surpreendentes do nosso satélite natural. E como cada foto tem uma história, algumas foram escolhidas para uma melhor descrição, enquanto que outras serão incluídas numa bela galeria que está sendo preparada para ser publicada em breve.

A foto acima foi feita no dia 5 de Maio de 2012 e registra de forma espetacular a maior Lua Cheia do ano de 2012. A impressão da tal super Lua é ainda reforçada pelo fato da paisagem escolhida para esse registro e mais ainda pela presença das pessoas a frente da Lua na hora do registro. Mesmo se essa fosse a menor Lua Cheia do ano, ela ainda pareceria imensa graças às condições bem planejadas de registro da imagem que foram aqui aplicadas. Lógico que a parte técnica é um pouco mais complicada que isso, mas alguns desafios interessantes são descritos abaixo:

  • A distância das ruínas precisou ser escolhida com cuidado. Na distância focal utilizada, 1200 mm, a distância mínima onde a Lua e as ruínas apareceriam ambas em foco seria de 1500 metros. A distância usada na foto acima foi de 1600 metros. Se o fotógrafo chegasse mais perto, o primeiro plano ou plano de fundo apareceriam fora de foco. Se o fotógrafo se posicionasse mais distante, as pessoas apareceriam muito pequenas e como resultado, a noção de escala muito bem registrada na imagem acima seria perdida.
  • O momento da imagem também foi escolhido com precisão, tendo que ser durante o pôr-do-Sol. Se a foto fosse feita antes, o contraste entre o céu e a Lua não seria bom resultando numa Lua muito apagada. Poucos minutos depois do pôr-do-Sol, as ruínas de Súnion fecham, então se o fotógrafo esperasse muito não haveriam pessoas na paisagem. Como o fotógrafo em questão tem experiência no local, fazendo fotos desde 2008 ele pôde usar toda a experiência para isso, mas mesmo assim ele testemunhou que essa foi a vez que ele teve menos tempo para registrar a Lua e as ruínas em foco e no mesmo frame.
  • O momento do disparo para o registro da foto também é uma ação que requer extrema precisão. Para se criar o efeito desejado de super Lua, o desejável é registrar a Lua no mesmo local onde estão as pessoas. Isso é conseguido, ou foi conseguido, com o estudo detalhado da área e com muitas fotos feitas usando a famosa metodologia da tentativa e erro.
  • O fotógrafo queria mesmo usar uma grande distância focal para fazer essa imagem, então ele fez algo pouco comum. A foto foi feita usando um telescópio Dobsoniano de 8 polegadas. Esse é um telescópio potente para observações visuais primárias mas também pode aparentemente ser usado para a astrofotografia ou fotografia mesmo.
  • A distância focal e a distância das ruínas não permitiu que ele registrasse toda a cena com um único disparo, então ele teve que empilhar e integrar 6 imagens do mesmo panorama registrado acima.

Bem, essa foi a bela história da superlua de 2012. O efeito obtido após todo esse planejamento realmente é espetacular. Que venha a próxima superlua.

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/May+7%2C+2012

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.