fbpx

Uma Pegada Gigante na Lua


Não se sabe quem foi a primeira pessoa a comparar as crateras Phocylides e Nasmyth na Lua com a sola de um sapado, ou a uma pegada de sapato , mas é uma boa comparação. A cratera maior, no caso a Pocylides seria a sola do pé e a Nasmyth seria o calcanhar. A pegada deve ter sido feita por um corredor pois a parte da sola está mais afundada que a do calcanhar. A imagem obliqua acima mostra que a parede entre as duas partes da pegada é a parte mais baixa, mais baixa até que o anel da cratera. Uma imagem vertical, abaixo, mostra que a Phocylides é mais jovem e se sobrepõem à Nasmyth, e como normalmente acontece a sobreposição do anel é mais baixa pois existia ali um vazio, o interior da Nasmyth, ao invés de um interior sólido e resistente. O fato das crateras Nasmyth, Phocylides e uma outra cratera próxima chamada de Wargentin possuem diferentes profundidades mostrando que elas não devem ter sido preenchidas por uma fonte de magma interconectada. Outras feições de interesse também aparecem perto dessas crateras.

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/September+10%2C+2011 


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .