Uma Estreita Faixa de Cobertura Ondulada na Lua

Talvez exista somente uma outra pessoa em todo o planeta que pode identificar essa pequena parte da Lua, mostrada na imagem acima. Com imagens de altíssima resolução como essa pequena parte da superfície mostrada acima ninguém, praticamente pode identificar. Embora pareça pequena, essa imagem tem 2.5 km de largura da esquerda até a direita e não é tão pequena como as imagens de centenas de metros obtidas pela sonda LRO. Vamos dar uma olhada mais detalhada e ver se conseguimos deduzir algumas coisas. Primeiro, a imagem acima é oblíqua e foi feita através de um campo de cadeias que se estendem horizontalmente. Existem muito poucas crateras de impacto nessa superfície, o que nos diz que é uma superfície bem nova da Lua. Mas as ondulações sugerem que o material é uma camada que provavelmente soterrou crateras mais velhas. A única coisa que normalmente pode cobrir uma topografia mais velha e ser jovem o suficiente para não ter muitas crateras ainda sobrepostas é o material ejetado durante a formação de uma cratera jovem. E nesse caso é isso mesmo, uma cratera grande e relativamente nova é a resposta para a formação desse terreno. A cratera pode ser observada nesse link da sonda LRO: http://wms.lroc.asu.edu/lroc/view_lroc/LRO-L-LROC-2-EDR-V1.0/M165190579RE

Fonte:

https://lpod.wikispaces.com/May+24%2C+2012

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.