fbpx

Uma Cratera Fantasma na Lua Entre a Eudoxus e a Lacus Mortis


Quando se observa uma imagem da Lua, que apresenta a cratera Eudoxus e a Lacus Mortis, pode-se notar entre elas a presença do que é a parte remanescente de uma antiga cratera com aproximadamente 75 km de diâmetro. Essa cratera foi preenchida com material ejetado da Bacia Imbrium, da cratera Eudoxus e muito provavelmente também da cratera Lacus Mortis. Ela está quase que completamente coberta com somente alguns pedaços de seu anel surgindo acima dos detritos. Se ela fosse uma cratera recente, o preenchimento precisaria ser de 4 a 5 km de profundidade. Pode-se chamar essa cratera de uma cratera antiga, e quando se diz antiga, estamos falando em algo mais velho que 3.8 bilhões de anos, da mesma idade que a Bacia Imbrium, mas que pode ter ganhado um ar mais jovem quando foi inundada. Considerando que o material de mares da Lua cobrem aproximadamente 17% do lado visível da Lua e que o material ejetado das bacias possam ter coberto outros 5% ou 10%, devem existir muitas crateras na Lua que foram apagadas. Algumas dessas crateras são relíquias de outro tempo na história da Lua.

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/September+21%2C+2011


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .