Uma Aglomeração de Buracos Negros no Centro da Via Láctea

Os astrônomos descobriram a evidência da existência de milhares de buracos negros localizados perto do centro da Via Láctea usando dados do Observatório de Raios-X Chandra da NASA.

Essa concentração de buracos negros consiste de buracos negros com massa estelar com massa entre 5 e 30 vezes a massa do Sol. Esses buracos negros recém-identificados foram descobertos numa distância de 3 anos-luz, uma dist6ancia relativamente pequena para a escala astronômica, do buraco negro supermassivo central da Via Láctea, o Sagittarius A*, também conhecido como Sgr A*.

Estudos teóricos da dinâmica das estrelas nas galáxias indicam que uma grande população de buracos negros de massa estelar, cerca de 20000, poderiam estar vagando por eras e orbitando o Sgr A*. Essa análise recente usando os dados do Chandra é a primeira evidência observacional para esse tipo de aglomeração de buracos negros.

Um buraco negro em si é invisível. Contudo, um buraco negro, ou até mesmo uma estrela de nêutrons, travados numa órbita junto com uma estrela, puxaram gás dessa sua companheira, os astrônomos chamam esse sistema de Raios-X Binários. Esse material cai num disco e é aquecido a milhões de graus produzindo então os raios-X antes de desaparecer no buraco negro. Alguns desses Raios-X Binários aparecem como fontes pontuais na imagem do Chandra.

Crédito da Imagem: NASA/Chandra X-Ray Observatory

Fonte:

https://www.nasa.gov/image-feature/black-hole-bounty-captured-in-the-center-of-the-milky-way

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.