Telescópios Espaciais Herschel e Hubble Observam a Nebulosa da Cabeça do Cavalo Sob Uma Nova Luz

herschel_hubble_01

observatory_150105Novas imagens da Nebulosa da Cabeça do Cavalo e de seu ambiente turbulento têm sido reveladas pelo Observatório Espacial Herschel da ESA e pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA.

A Nebulosa da Cabeça do Cavalo localiza-se na constelação de Orion, a aproximadamente 1300 anos-luz, e é um alvo popular para os astrônomos amadores e profissionais. Ela se localiza um pouco ao sul da estrela Alnitak, a estrela mais a leste do famoso cinturão de três estrelas de Orion, e que é parte do vasto complexo da Nuvem Molecular de Orion.

As novas imagens do infravermelho distante do Herschel mostra em detalhes espetaculares a cena ao redor da Nebulosa da Cabeça do Cavalo, no lado direito da imagem, onde ela parece estar surfando como um cavalo branco nas ondas das turbulentas nuvens de formação de estrelas.

Ela parece estar galopando em direção a outro favorito ponto de parada para os astrofotógrafos: a NGC 2024, também conhecida como a Nebulosa da Labareda. Essa região de formação de estrelas aparece obscurecida por linhas de poeira escuras em imagens da luz visível, mas brilha intensamente na visão infravermelha do Herschel.

herschel_hubble_02

A intensa radiação fluindo para longe das estrelas recém nascidas aquece a poeira e o gás ao redor, fazendo com que ela brilhe com intensidade aos olhos sensíveis ao infravermelho do Herschel.

A visão panorâmica também cobre dois locais proeminentes de massiva formação de estrelas a nordeste (lado esquerdo da imagem), conhecida como NGC 2068, ou M78, e a NGC 2071. Essas dão a aparência de asas de borboleta , com longas caudas de gás mais frio e de poderia sendo ejetada, a todo sistema.

Ambas são nebulosas de reflexão, assim chamadas pois refletem a luz das estrelas próximas, revelando-as mesmo nos comprimentos de onda da luz visível.

Extensas redes de gás frio e de poeira se espalham pela cena na forma de filamentos vermelhos e amarelos, com alguns deles podendo abrigar estrelas leves recém formadas.

herschel_hubble_03

A nova imagem do Hubble, feita no comprimento de onda do infravermelho próximo com a sua Wide Field Camera 3, celebrou o vigésimo terceiro aniversário de lançamento do observatório, se olhar em detalhes Nebulosa da  Cabeça do Cavalo pode-se revelar detalhes finos de sua estrutura.

Estrelas próximas iluminam por trás os filamentos, juntamente com a parte superior da nebulosa. O brilho ultravioleta dessas estrelas brilhantes está vagarosamente evaporando o berçário estelar empoeirado. Duas estrelas já foram expostas de seus casulos protetores, e podem ser vistas fora da cadeia superior da nebulosa.

Fonte:

http://www.esa.int/Our_Activities/Space_Science/Herschel/Herschel_and_Hubble_see_the_Horsehead_in_new_light

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo