fbpx

Telescópio Espacial Hubble Revisita Uma Velha Amiga – A Supernova 1987A


A supernova SN 1987A, é uma das mais brilhantes explosões estelares testemunhadas pelo ser humano desde a invenção do telescópio a mais de 400 anos atrás e essa supernova não é um objeto estranho para o Telescópio Espacial Hubble das Agências Espaciais NASA/ESA. O observatório tem estado na linha de frente dos estudos relacionados com essa estrela moribunda brilhante desde o seu lançamento em 1990, três anos depois da supernova explodir em 23 de Fevereiro de 1987. Essa imagem do velho conhecido do Hubble, resgatada dos arquivos de dados do telescópio, pode ser a melhor imagem já feita desse objeto e nos lembra dos muitos mistérios que ainda cercam essa supernova.

Dominando a imagem acima estão dois laços brilhantes de material estelar e um anel muito brilhante ao redor da estrela moribunda no centro da imagem. Embora o Hubble tenha fornecido pistas importantes sobre a natureza dessas estruturas, sua origem ainda é desconhecida.

Outro mistério sobre a supernova SN 1987A é a falta de uma estrela de nêutrons. A morte violenta de uma estrela de grande massa, como o que aconteceu com a SN 1987A, deixa para trás um remanescente estelar, uma estrela de nêutrons ou um buraco negro. Os astrônomos esperam encontrar uma estrela de nêutrons na parte remanescente dessa supernova, mas eles ainda não foram capazes de espiar através da densa poeira para confirmar a sua existência.

A supernova pertence à Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia próxima a aproximadamente 168000 anos-luz de distância da Terra. Mesmo apesar da explosão estelar ter ocorrido por volta do ano 166000 AC, a sua luz chegou aqui na Terra a menos de 25 anos atrás.

Essa imagem é baseada nas observações feitas com o High Resolution Channel da Advanced Camera for Surveys do Hubble. O campo de visão dessa imagem é de aproximadamente 25 x 25 arcos de segundo.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/images/potw1142a/


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .