Sorria, Philae. Você está sendo fotografada!

Por Yara Laiz Souza

Depois de uma missão dramática com direito a dois sonos profundos, descobertas incríveis e o merecido descanso após vários sacrifícios, a sonda Philae foi fotografada com uma câmera de alta resolução do Rosetta, módulo que auxilia na missão. Philae está em uma rachadura mergulhada numa escuridão permanente no cometa 67P/Churymov-Gerasimenko.

As imagens mostram claramente porque a missão não foi o sucesso completo que todos esperavam. O local não recebe muitos raios solares, dificultando a recarga de suas baterias. O desembarque difícil, que aconteceu em 12 de novembro de 2014, fez com que ele caísse nesse local e tivesse que trabalhar com bastante dificuldade.

“Com apenas um mês do final da missão, estamos muito felizes por finalmente ver Philae com detalhes incríveis”, disse Cecília Tubiana, da equipe OSIRIS responsável pelas captações de imagens da missão.

“Depois de meses de trabalho, com o foco e as evidências apontando cada vez mais para este fim, eu estou muito animado e excitado por finalmente termos esta imagem muito importante de Philae”, comenta Laurence O’Rourke, um dos participantes da missão.

Philae_close-up_medium

Philae aterrissou em uma região do cometa chamada Agilkia e seguiu até Abydos, local em que está presa atualmente. Três dias depois, sua bateria primária entrou em exaustão fazendo com que a sonda entrasse em hibernação e voltasse a acordar entre Junho e Julho de 2015 quando o cometa estava mais próximo do Sol. Ela enviou dados valiosos para a base na Terra gerando artigos posteriores.

OSIRIS_narrow-angle_camera_image_with_Philae_2_September_node_full_image_2

A localização precisa da sonda era até então desconhecida. Várias imagens em baixa resolução mostravam várias possíveis localizações até que esta mostrou-se verdadeira com Philae presa na fenda exibindo duas de suas três pernas.

Philae_close-up_labelled_medium

“Esta descoberta notável vem no final de uma longa busca meticulosa. Estávamos começando a pensar que Philae tinha ficado perdido para sempre. É incrível que tenhamos capturado esta imagem”, diz Patrick Martin, gerente da missão.

Philae foi desligada há cerca de um mês e o Rosetta será enviado a uma missão final em 30 de setembro para analisar o cometa mais de perto, incluindo suas partes mais altas até a região de Ma’At onde acredita-se que observações irão ajudar a revelar os segredos da parte interior do cometa.

Via site da ESA.

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.