fbpx

Sonda Orbital da NASA em Marte Faz Imagens do Curiosity e De Seus Componentes

No final da segunda-feira, dia 6 de Agosto de 2012, uma imagem obtida pela câmera High Resolution Imaging Science Experiment (HiRISE) que viaja na órbita de Marte a bordo da sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) registrou o veículo robô Curiosity e os componentes que o ajudaram a sobreviver aos sete minutos de terror que durou o período desde que ele entrou na atmosfera de Marte até tocar o solo de Marte na Cratera Gale.

“Essa última imagem é outra demonstração da assistência espetacular que a equipe da sonda MRO e de sua sonda gêmea, a Mars Odyssey Orbiter têm fornecido ao robô Curiosity durante os nossos primeiros dias no Planeta Vermelho”, disse Mike Watkins, gerente de missão para o Mars Science Laboratory no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena na Califórnia. “A imagem não somente satisfaz nossa curiosidade, ela também pode fornecer informações importantes sobre como esses componentes vitais se comportaram durante a entrada, a descida e o pouso, além de localizar exatamente o local onde o robô Curiosity tocou o solo marciano na cratera Gale”.

A imagem original da sonda Mars Reconnaissance Orbiter que mostra o robô Curiosity, seu paraquedas, seu escudo térmico, sua concha protetora e seu estágio de descida pode ser encontrada nesse endereço: http://go.nasa.gov/OXjKz6 .

O veículo robô Curiosity se encontra no centro da imagem. A direita, a aproximadamente 1500 metros de distância, está o escudo térmico que protegeu o robô da temperatura de aproximadamente 2100 graus Celsius durante sua turbulenta descida. Na parte inferior esquerda, a aproximadamente 615 metros de distância, estão o paraquedas e a concha protetora. O paraquedas foi construído com um diâmetro de 21.5 metros e um diâmetro inflado de 16 metros. A concha protetora permanece conectada ao paraquedas por 80 cabos de suspensão com 50 metros de comprimento. Na parte superior esquerda, aproximadamente a 650 metros de distância do robô, está a descolorida superfície de Marte consistente com o que se esperava quando o chamado Sky Crane abastecido de retrofoguetes se chocasse com a superfície.

“Esse é um primeiro retrato de muitos que a HiRISE irá fazer do robô Curiosity no solo de Marte”, disse Sarah Milkovich, cientista da HiRISE no JPL. “A imagem foi feita segunda-feira, mais ou menos às 10:30 p.m. hora do Pacífico, quando a sonda MRO estava a uma altura de aproximadamente 300 quilômetros e nós temos uma resolução na superfície de 39 centímetros por pixel”.

Quanto mais instrumentos do Curiosity estão sendo ligados, mais imagens inéditas vão sendo baixadas das 17 câmeras do robô. A última veio da Mars Hand Lens Imager ou MAHLI. A câmera colorida focal está localizada na torre localizada no final do braço robótico do robô Curiosity. Os pesquisadores usarão essa câmera para amplificar, e detalhar imagens das rochas, e solos, além de imagens mais vastas do solo, da paisagem e até mesmo do veículo.

“É sensacional ter as primeiras imagens da câmera MAHLI a caminho”, disse Ken Edgett, investigador principal para a câmera MAHLI do Malin Space Science Systems em San Diego. “Nós testamos o mecanismo de foco e o imageado e todo o sistema parece estar funcionando bem. Nós estamos buscando já uma imagem detalhada de Marte”.

A primeira imagem da câmera MAHLI, feita ainda com a cobertura plástica de proteção à poeira sobre as lentes, está disponível nesse endereço: http://go.nasa.gov/Qb3l6U .

A equipe do Curiosity planeja uma checagem completa para os instrumentos do veículo e uma continuidade nos testes da antena de alto ganho.

O veículo Curiosity carrega 10 instrumentos científicos com uma massa total 15 vezes maior do que o conjunto de instrumentos carregados pelos veículos Opportunity e Spirit. Algumas dessas ferramentas, como laser capaz de checar a composição das rochas à distância, são as primeiras desse tipo em Marte. O Curiosity utilizará uma perfuratriz e uma concha, que está localizada na parte final do braço robótico e que é capaz de pulverizar amostras de rochas em seu interior e então distribuir essa rocha pulverizada nos diferentes instrumentos do veículo.

Para poder manusear esse ferramental científico, o Curiosity é duas vezes maior e cinco vezes mais pesado que o Spirit e o Opportunity.  O local de pouso do robô Curiosity na Cratera Gale está localizado a uma distância dirigível das camadas do interior da montanha da cratera. Observações feitas da órbita de Marte identificaram minerais de argila e sulfatos nas camadas inferiores dessa montanha, indicando um passado úmido.

A câmera HiRISE é operada pela Universidade do Arizona em Tucson. O instrumento foi construído pela Ball Aerospace & Technologies Corp. em Boulder, no Colorado. As sondas Mars Reconnaissance Orbiter e o projeto Mars Exploration Rover são administrados pelo JPL para o Science Mission Directorate da NASA em Washington. O veículo foi desenhado, desenvolvido e montado no JPL. O JPL é uma divisão do Instituto de Tecnologia da Calfórnia em Pasadena. A empresa Lockheed Martin Space Systems em Denver, no Colorado construiu a sonda orbital.

Para mais informações sobre a missão do veículo Curiosity visitem: http://www.jpl.nasa.gov/msl,http://www.nasa.gov/mars e http://marsprogram.jpl.nasa.gov/msl . Para mais informações sobre a sonda MRO visitem: http://www.nasa.gov/mro . A missão do veículo Curiosity pode ser acompanhada pelas redes sociais nos endereços: http://www.facebook.com/marscuriosity and http://www.twitter.com/marscuriosity .

Fonte:

http://www.jpl.nasa.gov/news/news.cfm?release=2012-234&cid=release_2012-234

http://mars.jpl.nasa.gov/msl/news/whatsnew/index.cfm?FuseAction=ShowNews&NewsID=1294

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .