fbpx

Sonda MRO Identifica Floresta de Canais nas Camadas de Depósitos do Polo Sul de Marte

Uma série de canais regularmente espaçados e ramificados estão presentes próximos da parte superior dessa imagem que reúne múltiplas exposições feitas das camadas dos depósitos polares sul de Marte.

Essa imagem foi feita enquanto se caminhava para o final da estação do verão no Polo Sul de Marte, de modo que todo o dióxido de carbono sazonal congelado já havia desaparecido da superfície por meio da sublimação, ou seja, a transição direta do estado sólido para o gasoso. Veja na imagem abaixo detalhes desses aglomerados, cada um com aproximadamente 300 metros de comprimento.

A sublimação do dióxido de carbono sazonal nas regiões polares de Marte parece erodir canais conectados  na subsuperfície do planeta, à medida que o gás dióxido de carbono limpa a superfície abaixo do gelo de dióxido de carbono, a imagem abaixo mostra detalhes a esse respeito. Essas feições são comuns na região polar sul de Marte. Contudo, os aglomerados de canais aqui observados estão em seus corretos espaçamentos. A erosão guiada pelo gás dióxido de carbono irá explorar fraquezas pré-existentes na subsuperfície, assim, é possível que essas feições sejam seguidas por conjuntos de fraturas que existam nas camadas dos depósitos.

A regularidade dessas feições pode sugerir algo sobre a espessura abaixo da superfície. Certamente, essas feições observadas na superfície de Marte fornecem pistas sobre o que está acontecendo abaixo da superfície do planeta.

Fonte:

http://hirise.lpl.arizona.edu/ESP_023164_1020

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .