Sonda MESSENGER Observa Cratera Inundada Dentro da Grande Bacia Praxiteles em Mercúrio

EN1007936139M.nomap

observatory_150105Dentro da grande bacia de anel de pico Praxiteles em Mercúrio, localiza-se essa pequena e não nomeada cratera que foi parcialmente inundada com material vulcânico. A cratera inundada com 25 km de diâmetro foi formada posteriormente à formação da bacia que tem aproximadamente 200 km de diâmetro, mas ocorreu antes do fluxo que a preencheu. Essas relações estratigráficas ajudam os geólogos planetários a decifrarem a história das superfícies planetárias. Por exemplo, a presença dessa cratera sem nome sugere uma quantidade substancial de tempo que passou entre a formação da Praxiteles e o evento de inundação. Pode também ser observado na imagem acima, no lado direito, as enigmáticas cavidades, que aqui erodiram parte do anel de pico da Praxiteles. Na imagem acima o norte está na parte superior direita.

Essa imagem foi adquirida como parte dos conjuntos de imagens estereográficas planejadas. Observações estereográficas planejadas são adquiridas em resoluções muito maiores que os tradicionais 200 metros por pixel usados nas imagens adquiridas para o mapa base estereográfico. Esses alvos adquiridos com a câmera NAC da sonda MESSENGER permitem a determinação detalhada da topografia da superfície de Mercúrio para uma determinada área local de interesse.

Fonte:

http://messenger.jhuapl.edu/gallery/sciencePhotos/image.php?page=1&gallery_id=2&image_id=1171

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo