fbpx

Sonda MESSENGER Mapeia Bacia Beethoven em Mercúrio


Na imagem superior, a linha branca destaca a região da superfície de Mercúrio visível para o instrumento XRS da sonda MESSENGER durante uma tempestade solar em 16 de junho de 2011. Perto do centro está a bacia de impacto Beethoven com seus 650 km de diâmetro, localizada nas coordenadas 21 ° S, 236 ° E. Esta região tem uma razão Mg / Si maior que a razão encontrada nas planícies do norte e está mais perto da composição para komatitas terrestre, as rochas vulcânicas de alta temperatura e baixo teor de sílica que se formaram somente em um momento muito inicial da história da Terra. 

A imagem inferior mostra planícies suaves dentro da mesma área que tem sido mapeada. Em verde estão representadas as planícies de origem vulcânica. Estas planícies mostram relações entre a inundação e o represamento e os contrastes de cores típicos das planícies vulcânicas em Mercúrio. A cor amarela denota planícies de origem incerta. Embora possam também ser vulcânicas, faltam evidências definitivas para estabelecer sua origem que pode também ter sido formadas a partir do material ejetado fluidizado possivelmente resultado do impacto que gerou a bacia Beethoven. Em azul são representadas as planícies que se formaram quando a rocha ainda estava derretida devido ao impacto. Mesmo regiões geologicamente complexas, tais como a área observada aqui, são muitas vezes dominadas por depósitos vulcânicos, e suas composições são consistentes com uma origem vulcânica.

Fonte:

http://messenger.jhuapl.edu/gallery/sciencePhotos/image.php?page=2&gallery_id=2&image_id=663


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .