Sonda Mars Express da ESA Registra Nuvem Alongada Em Marte Com 1800 km de Comprimento

Novamente, uma nuvem longa e fina apareceu sobre o vulcão Arsia Mons em Marte, vulcão esse que tem cerca de 20 km de altura.

Essa nuvem, que é uma feição recorrente em Marte, é feita de gelo de água, mas apesar da aparência, ela não é uma pluma ligada à atividade vulcânica. Essa curiosa nuvem se forma à medida que ela é influenciada pelo talude do vulcão que não está voltado para o vento.

Essas imagens da nuvem que chega a ter 1800 km de comprimento, foram feitas nos dias 17 e 19 de julho de 2020, pela Visual Monitoring Camera, da sonda Mars Express da ESA, que já está estudando o planeta Marte faz cerca de 16 anos.

Os astrônomos já investigam esse fenômeno e estavam esperando a formação de uma nuvem nessa época. Essa nuvem alongada se forma todo ano em Marte durante essa estação, ou seja, perto do solstício no hemisfério sul e se repete por 80 dias ou até mais, seguindo um rápido ciclo diário. Mas os astrônomos ainda não sabem se essas nuvens são sempre assim tão alongadas.

Um dia marciano, ou sol, é um pouco maior que um dia na Terra, tem 24 horas, 39 minutos e 35 segundos. Um ano no Planeta Vermelho consiste de 668 sols, aproximadamente 687 dias terrestres, então, as estações do ano em Marte, duram aproximadamente o dobro do tempo que duram aqui no nosso planeta.

O solstício no hemisfério sul é o período do ano quando o Sol está na posição mais ao sul no céu de Marte, como acontece no dia 21 de dezembro aqui na Terra. No início das manhãs durante esse período, essa nuvem cresce por aproximadamente 3 horas, e desaparece rapidamente novamente, poucas horas depois.

A maior parte das sondas que estão na órbita de Marte, observam o planeta durante a tarde, contudo, a sonda Mars Express tem uma posição privilegiada para poder obter informações cruciais desse efeito único.

A extensão dessa nuvem não pode ser vista se a sua câmera só tem um campo de visão estreito, ou se você só observa o planeta no período da tarde. A sonda Mars Express, tem uma órbita altamente elíptica e tem um amplo campo de visão com a sua VMC, isso faz com que seja possível cobrir uma vasta área do planeta no início da manhã. Assim foi possível registrar a nuvem.

A equipe científica da sonda Mars Express nomeou a nuvem de Arsia Mons Elongated Cloud, AMEC, algo como, a Nuvem Alongada de Arsia Mons. Mas muitas perguntas ainda restam, por quanto tempo ela tem aparecido e desaparecido? Por que ela só se forma de manhã? Todas essas questões continuam sendo investigadas pelos cientistas e mais mistérios sobre Marte podem ser revelados.

Fonte:

https://www.esa.int/ESA_Multimedia/Images/2020/07/Return_of_the_extremely_elongated_cloud_on_Mars

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo