fbpx

Sonda LRO Fotografa Material Derretido Por Impacto Fluindo Para Fora da Cratera Giordano Bruno na Lua


A cratera Giordano Bruno, localizada nas coordenadas 35.9?N, 102.8?E é uma cratera de impacto de idade Copérnica conhecida pelas interessantes feições geradas pelo material derretido por impacto. A cratera recebeu esse nome em homenagem ao famoso filósofo italiano Giordano Bruno que viveu durante a renascença. A imagem acima mostra um fluxo de material derretido por impacto fora das paredes da cratera. Esse material derretido por impacto fluiu através da Giordano Bruno e aterrissou aproximadamente 6 km além do anel da cratera. Uma parte do material era quente o suficiente que continuou fluindo depois de ter sido colocada na superfície. A direção do fluxo segue rumo ao topo da imagem, para longe do anel da Giordano Bruno. Embora formados por processos diferentes, o fluxo de material derretido por impacto é muito parecido com o fluxo de lava  que formam lobos e exibem canais e feições de transbordamento. Como os fluxos de lava eles param de se mover quando suas fontes são depletadas ou quando o material esfria e se congela formando uma rocha sólida.

A Giordano Bruno é uma das crateras mais jovens da Lua com 22 quilômetros de diâmetro. Qual a idade de algo na Lua quando falamos que é o mais jovem? Na maior parte do tempo, os geólogos classificam as crateras mais jovens dentro do grupo chamado de crateras de idade Copérnica. Contudo, se os humanos voltarem para a Lua eles poderiam amostrar algumas partes do material derretido por impacto localizado fora da Giordano Bruno, trazendo de volta para a Terra amostras e então usar processos de datação radiométrica para estimar a idade de uma rocha. As rochas formadas pelo material derretido por impacto podem ser usadas para medir a idade de um impacto desde que o relógio isotópico da rocha é reajustado quando ela retorna para o estado derretido.

Fonte:

http://lroc.sese.asu.edu/news/index.php?/archives/444-Outside-of-Giordano-Bruno.html


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .