Sonda da NASA Registra Avalanches de Rochas Que Ocorreram na Cratera Robinson na Lua

Uma cratera de impacto muda sua forma com tempo devido a vários processos de degradação, como escorregamentos de suas paredes, preenchimento com depósitos de ejeção de outros impactos e atividades vulcânicas. Avalanches de rochas como mostrada na figura também contribui para modificar a forma das crateras aos poucos.

Múltiplas linhas formadas por frentes de fluxo nessa imagem evocam para a ocorrência de feições de fluxos líquidos Newtonianos, especialmente fluxos lamosos. Feições similares também tem sido encontradas em Marte e são interpretadas como representantes de fluxos lamosos recentes. A água não é estável na superfície da Lua, exceto talvez na forma de gelo e em crateras que estão permanentemente mergulhadas na sombra, então esses fluxos são secos por onde fluem na verdade rochas. Talvez, algumas dessas feições de fluxos em Marte que acredita-se sejam indicativos de fluxos lamosos, sejam na verdade, fluxos granulares secos.

Fonte:

http://spacefellowship.com/news/art24034/rock-avalanche-in-robinson-crater.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo