fbpx

SDO – 10 Anos Observando o Sol

Assim como a vida, o Sol está sempre mudando. O Sol é uma bola dinâmica de gás extremamente quente, que é mantido pela fusão termonuclear produzida pela conversão da massa equivalente de uma população inteira de uma grande cidade em energia, por segundo, isso acontece fundindo hidrogênio em hélio. Esse processo termonuclear é incrivelmente estável, fornecendo uma fonte confiável de energia por bilhões de anos. Mas a enorme quantidade de energia que o Sol produz por segundo no seu núcleo precisa ser transportada até a superfície. A energia do núcleo é carregada para a superfície por enormes correntes de gás eletrificado, que sai do núcleo, chega até a superfície do Sol e depois cai novamente no núcleo. Essas correntes são mantidas pelo dínamo solar que produz o campo magnético do Sol. Mas o Sol também tem movimento de rotação, e como o Sol não é um corpo sólido, ele gira mais rápido no equador e mais lentamente nos polos. As diferenças na rotação do Sol com a sua latitude faz com que o campo magnético do Sol seja todo entrelaçado, intensificando em algumas regiões, produzindo assim pequenas manchas magnetizadas na superfície do Sol. Esses campos intensificados são instáveis, e podem de forma repentina lançar uma enorme quantidade de energia eletromagnética armazenada, produzindo assim poderosas flares de radiação, aquecendo a coroa solar estendida, e ejetando bilhões toneladas de material solar no espaço interplanetário.

Para saber tudo isso é preciso observar o Sol, e atualmente temos várias ferramentas para isso, incluindo o Solar Dynamics Observatory da NASA, que no dia 20 de junho de 2020, completou 10 anos no espaço observando o Sol. O SDO foi desenvolvido para ajudar os cientistas a entender o que causa as variações do Sol e como elas podem impactar a Terra, fornecendo imagens de alta resolução em ultravioleta extremo e medindo as mudanças do campo magnético do Sol e da sua atmosfera.

A imagem acima é uma combinação das imagens obtidas pelo SDO no decorrer de 10 anos. A imagem inclui eventos notáveis, como o trânsito da Lua na frente do Sol, os cinco deias de atividade contínua do Sol com a emissão de flares e ejeções de massa coronal, e o melhor estudo já feito  sobre como as manchas solares nascem e morrem. O vídeo com tudo isso você pode acessar no link abaixo e ainda o vídeo para cada um dos eventos separados, vale a pena – https://svs.gsfc.nasa.gov/4776

Fonte:

https://heasarc.gsfc.nasa.gov/docs/objects/heapow/archive/solar_system/sdo_10.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .