fbpx

Saliência na Lua é Real ou Uma Ilusão Criada Pela Variação na Iluminação?

Canais sinuosos são frequentes em bacias preenchidas por mares na Lua e refletem a erosão causada pela extrusão turbulenta, violenta e muito quente de lava desde uma determinada fonte. Muitas vezes os canais sinuosos meandram criando curvas apertadas. Contudo, existem exceções a essa regra geral dos canais sinuosos e a imagem aqui apresentada mostra um canal sem nome localizado próximo do Promontorium Heraclides (41.07?N e 326.49?E) que pode ser um desses exemplos. Com menos de 10 km de comprimento o canal é na sua maior parte linear com um pequena curva. A imagem mais ampla destaca uma porção da parede sul do canal , onde aparecem afloramentos das paredes do canal. As rochas localizadas fora da parede, formam uma sombra com iluminação vindo da parte inferior direita, e existe também uma abundância de detritos no interior que provavelmente representa material que foi erodido da parede do canal. Pode ser que esse afloramento seja o teto do canal. Se esse for o caso, a obtenção de amostras de rochas debaixo dessa saliência seria útil para se verificar as idades das exposições de rochas no afloramento e assim comparar com as rochas que estão abaixo. Em adição a isso, as medidas de ventos solares antigos poderiam poderia afirmar que essas são partículas trazidas pelo vento solar e que foram implantadas na superfície lunar.

A interpretação de uma saliência criada pelo afloramento é baseada em grande parte na presença de sombras distintas  no interior do canal. Essa imagem foi feita com um ângulo de incidência de aproximadamente 40?, isso quer dizer que o Sol já tinha passado um pouco da metade do seu caminho no céu da Lua. A iluminação as vezes cria truques na interpretação científica , isso quer dizer que não só pelo fato de existir uma sombra proeminente gerada pelo afloramento significa que exista uma saliência de verdade. A melhor maneira de determinar se a saliência é real ou uma ilusão é observar o local sob diferentes condições de iluminação. Infelizmente para nós, a cobertura atual da LROC contém imagens somente com incidências entre 40? e 45? o que faz com que seja impossível definir se essa saliência na Lua é real ou não.

Fonte:

http://lroc.sese.asu.edu/news/index.php?/archives/437-Lunar-overhang.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .