Rover Curiosity da NASA Faz Vídeo Que Mostra A Lua Phobos Passando Em Frente A Lua Deimos No Céu de Marte

PIA17351_ip


observatory_1501054A maior das duas luas de Marte, Phobos, passa diretamente em frente à outra lua de Marte, Deimos, numa série de imagens do céu feitas pelo rover Curiosity da NASA em Marte.

As grandes crateras de Phobos são claramente visíveis nessas imagens desde a superfície de Marte. Nenhuma imagem anterior de missões na superfície do Planeta Vermelho registrou uma lua eclipsando a outra até hoje.

As lentes poderosas das duas chamadas Mas Camera (Mastcam) do Curiosity, registraram as imagens no dia 1 de Agosto de 2013. Alguns dos frames de resolução completa não haviam sido baixados até uma semana depois, numa fila de transmissão de dados de prioridade definida pelos operadores do rover.

Essas observações de Phobos e Deimos ajudam os pesquisadores a terem um conhecimento mais preciso das órbitas das luas.

“O objetivo principal é melhorar o conhecimento da órbita o suficiente para que nós possamos melhorar as medidas das marés de Phobos na superfície sólida de Marte, dando assim um melhor conhecimento sobre o interior de Marte”, disse Mark Lemmon, da Texas A&M University, em College Station. Ele é co-investigador que usa a Mastcam do Curiosity. “Nós também podemos obter dados bons o suficiente para detectar as variações da densidade dentro de Phobos e para determinar se a órbita de Deimos muda de maneira sistemática”.

A órbita de Phobos está vagarosamente ficando mais perto de Marte. A órbita de Deimos pode estar vagarosamente se afastando do planeta.

pia17350-full


Lemmon e seus colegas determinaram que as duas luas seriam visíveis cruzando os caminhos num curto período de tempo depois que o Curioisty acordasse para transmitir dados para a sonda Mars Reconnaissance Orbiter da NASA para enviar para a Terra. Isso fez as observações das luas serem possíveis de serem realizadas com o mínimo impacto para o orçamento de energia do rover.

Embora Phobos tenha um diâmetro que é menos de um por cento do diâmetro da lua da Terra, Phobos também orbita Marte numa órbita muito mais próxima que a nossa Lua orbita a Terra. Como visto da superfície de Marte, Phobos parece com metade do tamanho aproximado com relação a como a Lua é vista da Terra.

O projeto Mars Science Laboratory da NASA está usando o rover Curiosity e seus 10 instrumentos científicos para investigar a história ambiental no interior da Cratera Gale, um local onde o projeto descobriu que as condições a muito tempo atrás foram favoráveis para o desenvolvimento da vida microbiana.

A Malin Space Science Systems, em San Diego, construiu e opera a Mastcam do Curiosity. O JPL, uma divisão do Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena, gerencia o projeto para o Science Mission Directorate da NASA em Washington e construiu a Navigation Camera e o próprio rover.

Mais informações sobre a missão podem ser encontradas online em: http://www.jpl.nasa.gov/msl ,http://www.nasa.gov/msl e http://mars.jpl.nasa.gov/msl/ .

Você pode seguir a missão no Facebook e no Twitter em: http://www.facebook.com/marscuriosity e http://www.twitter.com/marscuriosity .

Para mais informações sobre o Multi-Mission Image Processing Laboratory, visite: http://www-mipl.jpl.nasa.gov/mipex.html .

Fonte:

http://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?release=2013-253&cid=release_2013-253


alma_modificado_rodape1053

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.