POR QUE O CAMPO MAGNÉTICO DA TERRA ESTÁ ESTRANHO? | SPACE TODAY TV EP2209

SE INSCREVA NA COMUNIDADE DO SPACE TODAY NO SPARKLE:

https://sparkle.hotmart.com/t/spacetoday/comunidade-sergio-1583955719045

————————————————————————–

O campo magnético da Terra é sempre um tema fascinante.

Muitos ficam com medo da sua reversão, o que pode acontecer, se vamos morrer por conta disso ou não.

E para piorar tudo isso, e aumentar o fascínio e talvez o sensacionalismo sobre o campo magnético, ultimamente ele vem derivando muito rapidamente em direção à Sibéria.

Eu já fiz vídeo aqui no canal onde contei que os geofísicos e geólogos estava investigando o que poderia estar fazendo o polo norte magnético derivar tão rapidamente assim para a Sibéria.

E agora temos uma resposta.

Antes um pouco de história, a determinação da posição do polo magnético da Terra começou lá em 1831 com o Ross e depois em 1904 com o grande Amundsen, que se aventuraram perto do polo geográfico da Terra e lá fizeram as medidas em solo.

Desde 1999, porém, o campo magnético é medido e monitorado constantemente por satélites na órbita da Terra, que fornece uma media muito mais precisa.

A posição do polo magnético é um indicador indireto do estado do dínamo terrestre, que gera o campo.

Mas o impacto da mudança da posição é bem mais mundano, pois afeta a navegação no planeta e em 2019 foi preciso lançar um novo modelo magnético mundial devido a essa rápida deriva para a Sibéria.

Nos últimos anos a posição do polo magnético norte derivou rapidamente do Canadá para a Sibéria, mas o que tem causado isso?

Basicamente é o seguinte.

O campo magnético da Terra é influenciado pelo que chamamos de fronteira manto-núcleo.

Nessa fronteira é que se encontram fluxos magnéticos e esses fluxos é que acabam influenciando a posição do polo magnético.

Bem embaixo do Canadá e da Sibéria existem dois lóbulos de fluxo negativo que chamamos, é uma anomalia magnética.

O que acontece é que nesses últimos anos o lobo que fica no lado Canadá sofreu um alongamento, esse alongamento reduziu de forma significante a assinatura do campo magnético na superfície da Terra.

E isso fez com que o polo norte magnético migrasse para a Sibéria mais rapidamente.

Mas o que causou esse alongamento no lóbulo canadense?

De acordo com os modelos mais recentes, uma combinação entre fluxo no núcleo da Terra, e uma difusão magnética.

Esses efeitos causaram uma alteração no padrão do fluxo no núcleo da Terra, e a consequência de tudo isso combinado seria essa migração mais rápida para a Sibéria.

Os pesquisadores agora sabem como medir e entender essas variações e isso é importante para poder prever a posição do polo norte magnético nos próximos anos para saber se vamos ter que rever o modelo mais uma vez.

As previsões indicam que o polo continuará migrando sim, podendo variar entre 390 e 660 km para a Sibéria.

Pode ser que depois disso, o polo retorne para mais perto do Canadá, mas tudo dependerá do equilíbrio entre os fluxos e os lóbulos.

Agora sabendo como acompanhar essas mudanças tudo fica mais fácil.

Então fiquem tranquilos pois nada de muito grave irá acontecer.

#EARTH #MAGNETICFIELD #SPACETODAY

——————————————————————–

https://www.spacetodaystore.com

——————————————————————–

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————–

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.