Os Vales Escondidos da Lua – II. Rima Ariadaeus

rima_ariadaeus

observatory_150105O Rima Ariadaeus é um rille reto que cruza cerca de 300 km da superfície lunar entre o Mare Tranquilitatis e o Mare Vaporum, com flancos que são mais ou menos paralelos ao longo de todo o comprimento do rille.

O rille começa perto da borda da costa oeste do Mare Tranquilitatis, que está na parte inferior direita da imagem, um pouco ao norte de um pequeno par de crateras com 12 km de largura, Ariadaeus e a Ariadaeus A com 8 km de diâmetro. O rille segue daí na direção oeste com um leve desvio para o norte, passando ao sul da cratera Julius Caesar de 94 km de largura antes de atingir um pequeno par de picos. O rille parece se desviar para o lado antes de voltar para o seu caminho na mesma direção.

O desvio lateral  – e existe outro perto da parte terminal oeste do rille – é um raro exemplo de uma falha do tipo transcorrente , onde a crosta mostra seu movimento horizontal, lateral.

À medida que se aproxima do Mare Vaporum, a Rima Ariadaeus parece se tornar mais rasa. Um afluente pode ser visto cisalhando em direção à Rima Hyginus, nesse ponto.

Ficha Técnica

Comprimento: 300 km

Largura Máxima: 5 km

Melhor Época Para ser Observada: 6 dias depois da Lua nova ou 5 dias depois da Lua Cheia

Telescópio Mínimo Necessário Para Observação: 4 polegadas.

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo