fbpx
17 de setembro de 2021

Os Detalhes do Satélite Epimeteu de Saturno

Essa imagem mostra um zoom do satélite Epimeteu de Saturno, e é uma das imagens de mais alta resolução já feita desse satélite. Na imagem é possível ver a superfície do satélite totalmente coberta de crateras, uma lembrança viva dos perigos do espaço.

Epimeteu tem 113 km de diâmetro, e é muito pequeno para que sua gravidade segure uma atmosfera. Ele também é muito pequeno para ser geologicamente ativo. Assim, não é possível apagar as cicatrizes deixadas pelos impactos de outros objetos, a única coisa que acontece é a geração de novas crateras de impacto, sobre as anteriores.

Essa imagem foi feita com a sonda Cassini apontada para o lado de Epimeteu que não fica voltado para Saturno. O norte em Epimeteu está para cima e rotacionado 32 graus para a direita. A imagem foi feita com a câmera de ângulo restrito da Cassini no dia 21 de Fevereiro de 2017, usando um filtro espectral que preferencialmente admite os comprimentos de onda do infravermelho próximo centrado em 939 nanômetros.

A imagem acima foi adquirida quando a sonda Cassini estava a uma distância de 15000 quilômetros de Epimeteu, com o conjunto So-Epimeteu-Cassini em fase com ângulo de 71 graus. A escala da imagem é de 89 metros por pixel.

A missão Cassini é um projeto cooperativo da NASA, ESA e ISA. O Laboratório de Propulsão a Jato, uma divisão do Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena, gerencia a missão para o Science Mission Directorate da NASA em Washington. O módulo orbital Cassini e suas duas câmeras de bordo foram desenhadas, desenvolvidas e montadas no JPL. O centro de operações de imageamento fica baseado no Space Science Institute em Boulder, no Colorado.

Para mais informações sobre a missão Cassini-Huygen, visite:

https://saturn.jpl.nasa.gov e

https://www.nasa.gov/cassini.

O site da equipe de imageamento da Cassini, é: https://ciclops.org.

Fonte:

https://www.nasa.gov/image-feature/jpl/pia21335/zoom-in-on-epimetheus

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo