Ondas Brilhantes

Essa impressionante imagem do Hubble da nebulosa planetária IC 4634 revela duas ejeções brilhantes em forma de S que parecem nascer na estrela moribunda. Essa estrela, inundada por um material brilhante no centro da imagem, infla à medida que ela lança suas camadas externas para o espaço. O núcleo exposto e extremamente quente da estrela, tem emitido intensa radiação ultravioleta nessas conchas perdidas de gás, fazendo com que ela brilhe em muitas cores.

Esse processo está longe de ser calmo ou ordenado, contudo, contudo como revelado por essa imagem, ondas separadas se propagam pelo gás. A que está mais distante foi soprada primeiro, seguida por uma ejeção mais recente de matéria que deu a forma de um S. O resultado é impressionantemente simétrico em ambos os lados da estrela central.

A Wide Field Planetary Camera 2 do Telescópio Espacial Hubble capturou essa imagem da IC 4634, que está localizada a mais de 7500 anos-luz de distância da Terra na direção da constelação de Ophiuchus (o serpentário). A IC 4634 e outros objetos que são conhecidos como nebulosas planetárias devido a sua aparência arredondada que aparecia nos primeiros telescópios, ou seja, discos luminosos apagados similares aos planetas distantes Urano e Netuno. A imagem foi criada a partir de cinco diferentes filtros (F487N, F502N, F574M, F656N e F658N) que capturaram a luz emitida por diferentes elementos das feições gasosas. O tempo total de exposição agregada foi de 4000 segundos e o campo de visão é de apenas 29 arcos de segundo.

Fonte:

http://spacefellowship.com/news/art24159/picture-of-the-day-glowing-waves.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo