Observatório Chandra da NASA Registra O Buraco Negro da Via Láctea Rejeitando Comida

sgra_01


observatory_1501054Astrônomos usando o Observatório de Raios-X Chandra, da NASA deram um grande passou para explicar por que o material ao redor do buraco negro gigante no centro da Via Láctea é extraordinariamente fraco em raios-X. Essa descoberta tem implicações importantes para o entendimento dos buracos negros.

Novas imagens do Chandra feitas do Sagittarius A* (Sgr A*), que está localizado a aproximadamente 26000 anos-luz de distância da Terra, indicam que menos de 1% do gás inicialmente dentro do poder gravitacional do Sgr A* atingiu o ponto sem volta, também chamado de horizonte de eventos. Ao invés disso, boa parte do gás é ejetado antes de chegar perto do horizonte de eventos e tem assim a chance de brilhar, levando a emissão de frágeis raios-X.

The supermassive black hole located 26,000 light years from Earth in the center of the Milky Way.


Esses novos achados são os resultados de uma das mais longas campanhas de observação já realizadas pelo Chandra. A sonda coletou cinco semanas de dados do Sgr A* em 2012. Os pesquisadores usaram esse período de observação para capturar imagens detalhadas e sensíveis aos raios-X e a assinatura de energia do gás super aquecido que gira ao redor do Sgr A*, que tem uma massa aproximadamente 4 milhões de vezes maior que o Sol.

“Nós achamos que a maior parte das grandes galáxias possuem buracos negros supermassivos em seu centro, mas elas estão muito longe para serem estudadas em detalhes e para sabermos como a matéria chega perto do buraco negro”, disse Q. Daniel Wang da Universidade de Massachussetts em Amherst, que liderou o estudo publicado na revista Science. “O Sgr A* é dos poucos buracos negros próximos o suficiente para que possamos testemunhar esse processo”.

The supermassive black hole located 26,000 light years from Earth in the center of the Milky Way.


Os pesquisadores descobriram que os dados do Chandra do Sgr A* não suportam os modelos teóricos onde os raios-X são emitidos de uma concentração de estrelas de baixa massa ao redor do buraco negro. Ao invés disso, os dados de raios-X mostram o gás perto do buraco negro provavelmente originado de ventos produzidos pela distribuição em forma de disco das jovens estrelas massivas.

“Essa nova imagem do Chandra é uma das mais legais que eu já vi”, disse o coautor Sera Markoff, da Universidade de Amsterdan na Holanda. “Nós estamos vendo o Sgr A* capturar gás quente ejetado pelas estrelas próximas, e afunila-lo em direção ao horizonte de eventos”.

The supermassive black hole located 26,000 light years from Earth in the center of the Milky Way.


Para mergulhar no horizonte de eventos, o material capturado pelo buraco negro precisa perder calor e momento. A ejeção de matéria permite que isso ocorra.

“A maior parte do gás precisa ser expelido para fora, assim, uma pequena quantidade alcança o buraco negro”, disse o coautor Feng Yuan, do Observatório Astronômico de Shangai, na China. “Ao contrário do que algumas pessoas pensam, os buracos negros na verdade não devoram tudo que é puxado em sua direção. O Sgr A* está aparentemente encontrando boa parte do seu alimento difícil de engolir”.

The supermassive black hole located 26,000 light years from Earth in the center of the Milky Way.


O gás disponível para o Sgr A* é muito difuso e super quente, assim é difícil para o buraco negro capturar esse gás e o engolir. Os buracos negros que energizam quasares e produzem enormes quantidades de radiação possuem um reservatório de gás mais frio e mais denso do que o do Sgr A*.

The supermassive black hole located 26,000 light years from Earth in the center of the Milky Way.


O horizonte de eventos do Sgr A* gera uma sombra contra a matéria brilhante ao redor do buraco negro. Essa pesquisa poderia ganhar esforços usando rádio telescópios para observar e entender a sombra. Isso também seria útil para entender o efeito de estrelas orbitando e de nuvens de gás na matéria que flui em direção e para fora do buraco negro.

The supermassive black hole located 26,000 light years from Earth in the center of the Milky Way.


O Marshall Space Flight Center da NASA, em Huntsville, Ala., gerencia o programa Chandra para o Science Mission Directorate da NASA em Washington. O Smithsonian Astrophysical Observatory controla as operações científicas e de voo do Chandra, desde Cambridge, Mass.

The supermassive black hole located 26,000 light years from Earth in the center of the Milky Way.



Fonte:

http://chandra.harvard.edu/press/13_releases/press_082913.html

alma_modificado_rodape1053

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.