fbpx

O Tufão Roque


O Tufão Roke, promete trazer chuvas não desejáveis para áreas do Japão que ainda se recuperam da passagem do Tufão Talas, que disparou deslizamentos de terra e inundações por toda a Península Kii no começo do mês de Setembro de 2011. O novo tufão tem potencial de disparar deslizamentos adicionais e inundações, particularmente nas regiões já afetadas e que ainda sofrem os efeitos do Tufão Talas. Com a inundação causada por dois rios, as autoridades da cidade de Nagoya ordenou a evacuação de 80000 pessoas e alertou mais de um milhão para evacuarem a cidade, disse o The Japan Times.

O Tufão Roke estava no caminho de se tornar uma tempestade muito forte quando foi imageado pelo instrumento Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS) que viaja a bordo do satélite Aqua da NASA às 01:45 da manhã o dia 20 de Setembro de 2011. A tempestade é grande e bem formada, com um olho bem distinto. Uma hora depois que a imagem foi feita, os ventos no Tufão Roke atingiram 176 km/h, fazendo com que ele fosse classificado como uma tempestade de categoria 2. Sete horas depois, a tempestade se intensificou para Categoria 4, com ventos alcançando os 213 km/h.

O Tufão Roke está se movendo para nordeste na direção da ilha japonesa de Honshu a uma velocidade de 35 km/h e está previsto para chegar na costa no dia 21 de Setembro de 2011, de acordo com a Agência de Meteorologia Japonesa. O Tufão Roque pode trazer chuvas de 500 mm para algumas partes do Japão.

Fonte:

http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=52224


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .