fbpx

O Solo de Marte Depois do Pouso da Missão InSight

Quando o módulo InSight pousou em Marte, em 26 de Novembro de 2018, ele lançou seus paraquedas para diminuir a velocidade de descida pela atmosfera marciana. À medida que se aproximava da superfície, o módulo ligou seus retrofoguetes para diminuir ainda mais a velocidade, e então de maneira suave tocou a superfície. Enquanto fazia isso, os retrofoguetes cavaram duas pequenas cavidades no solo do Planeta Vermelho.

Uma vez que o InSight estava bem estabelecido na superfície da Elysium Planitia, começou a fase de checagem do seu estado, e dos seus sistemas. No dia 14 de Dezembro de 2018, o décimo oitavo dia da missão, ou sol 18 (lembrando que a missão está programada para durar 709 sol), o InSight usou seu instrumento conhecido como Instrument Deployment Camera, ou IDC, para registrar essa imagem da superfície. Pode-se ver claramente as duas cavidades escavadas pelos retrofoguetes do módulo de pouso.

O objetivo da missão InSight é entender a estrutura interna de Marte. Assim, os cientistas irão aprender como Marte e os outros planetas rochosos do nosso Sistema Solar se formaram.

Um dos principais instrumentos do módulo InSight é o Heat Flow and Physical Properties Package, ou o HP3. O HP3 tem um martelo que é usado para inserir um termômetro na superfície marciana, mas vem enfrentando problemas. Ele teria que perfurar 5 metros mas só conseguiu 30 centímetros.

Os engenheiros da NASA e do DLR estão trabalhando no problema, e eles acreditam que algumas cavidades se abriram entre o instrumento e o solo, como o o instrumento precisa da fricção para poder penetrar o solo, essas cavidades acabam criando problemas. Os engenheiros estão tentando usar o braço robótico do InSight para levantar o termômetro e depois força-lo novamente no solo.

Ao levantar o suporte, eles podem dar uma olhada no furo feito e ver como que está o problema. Eles também podem ser capazes de usar o braço para ajudar o termômetro penetrar na superfície. O problema é que existe um grande risco de remover o instrumento do solo. E se o pior acontecer é o fim para esse experimento da missão. Não tem como tirar o instrumento dali e colocar em outro lugar. Nos canais do Space Today vocês acompanham toda a saga da toupeira marciana.

Fonte:

https://phys.org/news/2019-06-ground-insight-mars.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .