O Quinteto de Stephan

O primeiro grupo compacto de galáxias identificado, o Quinteto de Stephan é mostrado nessa imagem construída com dados obtidos do extenso Hubble Legacy Archive. Localizado a aproximadamente 300 milhões de anos-luz de distância, somente quatro dessas cinco galáxias estão na verdade presas numa dança cósmica com repetidos contatos entre elas. A estranha no ninho é fácil de ser identificada, você consegue? As galáxias que estão em interação são NGC 7319, 7318A, 7318B, e a 7317 todas com um brilho amarelado. Elas também tendem a ter laços distorcidos e caudas, feições essas geradas e desenvolvidas sob a influência da força gravitacional mútua que flui pelo quarteto. Sim, quarteto, mas não é quinteto, é sim. A galáxia estranha, é a NGC 7320 e está bem mais próxima do resto do conjunto a “somente” 40 milhões de anos-luz de distância e devido a isso não faz parte da interação, mas por uma “coincidência” ela aparece no mesmo campo de visão formando assim o famoso quinteto. O Quinteto de Stephan localiza-se dentro das fronteiras da constelação de Pegasus. Na distância estimada do quarteto de galáxias em interação, esse campo de visão se espalha por aproximadamente 500000 anos-luz. Contudo, movendo seus instrumentos um pouco além desse campo, acima e a esquerda, os astrônomos puderam identificar outra galáxia, a NGC 7320C, que está também a 300 milhões de anos-luz de distância. Claro que incluindo essa outra galáxia ao conjunto agora sim temos um quinteto de galáxias em interação.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap120225.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.