O Problema da Rotação de Um Buraco Negro Supermassivo É Investigado Pelo NuSTAR e Pelo XMM-Newton

blackholedisk_cfa_1056

observatory_150105Com qual velocidade um buraco negro pode girar? Se qualquer objeto feito de matéria regular girar muito rápido ele se rompe. Mas um buraco negro pode não se capaz de se romper e a sua velocidade máxima é na verdade desconhecida. Os teóricos normalmente modelam a velocidade de rotação de um buraco negro com a solução de Kerr para a Teoria da Relatividade Geral de Einstein, que prevê coisas algumas vezes maravilhosas e pouco comuns. Talvez a sua previsão mais facilmente testada, porém, é que a matéria entrando em buraco negro com máxima rotação deve ser vista pela última vez orbitando o objeto à velocidades próximas á velocidade da luz. Essa previsão foi testada recentemente pela sonda NuSTAR da NASA e pelo XMM-Newton da ESA observando um buraco negro supermassivo no interior da galáxia espiral NGC 1365. O limite da velocidade da luz foi confirmado medindo o aquecimento e o alargamento da banda espectral das emissões nucleares na borda interna do disco de crescimento circundante. A imagem acima, é na verdade uma concepção artística que mostra o disco de crescimento de uma matéria normal espiralando ao redor do buraco negro com um jato emanando de sua parte superior. Como a matéria cai de forma aleatória no buraco negro ela não deve causar uma rotação máxima no objeto. As medidas feitas pelo XMM-Newton e pelo NuSTAR também comprovaram a existência de um disco de crescimento ao redor do objeto.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap130312.html

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo