O Misterioso Asteroide Phaeton – O Pai Das Geminídeas – Space Today TV Ep.1344

—————————————————————————–

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!

http://www2.spacetodaystore.com

Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

—————————————————————————–

**** VAKINHA DOS ALUNOS DE PÓS EM ASTRONOMIA DA USP!

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/astronomos-da-usp-precisam-de-apoio-para-ir-ao-observatorio-eso

AJUDE O FUTURO DA ASTRONOMIA NO BRASIL!!!

—————————————————————————–

**** TWITTER DO PROFESSOR JORGE MELENDEZ DA USP – SIGA AGORA!!!

https://twitter.com/DrJorgeMelendez

—————————————————————————–

Em 1983, os astrônomos descobriram o asteroide (3200) Phaeton.

Ao calcular os parâmetros orbitais e suas propriedades descobriu-se que ele era o chamado corpo parental da chuva de meteoros Geminídeas.

Isso já foi surpreendente, pois normalmente os cometas é que são os corpos parentais, devido a sua atividade, e a poeira que é largada na órbita da Terra.

Mas o Phaeton não apresentava atividade cometária , porém ele apresentava uma certa atividade com ejeções de material confirmadas.

Ou seja, desde a sua descoberta o Phaeton já chamou a atenção por possuir alguns comportamentos misteriosos.

Mas se um objeto já começa sua vida assim misterioso, pode ter certeza que o mistério não para por aí, e com o Phaeton não foi diferente.

Um grupo de astrônomos estava estudando o Phaeton recentemente quando notaram que em alguns ângulos, a luz refletida pelo Phaeton é a luz mais polarizada já observada em pequenos corpos no Sistema Solar.

A maneira como um objeto reflete a luz que incide nele depende não só do albedo, a porcentagem da luz refletida, mas também do ângulo de iluminação, e como a polarização da luz muda quando a luz do Sol é refletida na superfície de um asteroide é um efeito que os cientistas estão muito interessados.

E o Phaeton apresentou uma luz fortemente polarizada, a pergunta que fica é, o que causou essa intensa polarização na luz do Sol refletida pelo Phaeton?

Existem duas explicações.

A primeira é que a superfície do Phaeton talvez seja mais escura do que se esperava. A superfície do asteroide é coberta por pedaços soltos de rochas isso faz com que a luz seja espalhada múltiplas vezes e isso deixa a polarização aleatória.

Se a superfície for mais escura isso diminui a eficiência desse espaçamento, ou seja a luz fica mais fortemente polarizada.

E a segunda explicação é que talvez a superfície do Phaeton seja coberta com grãos maiores, ou por um material mais poroso do que pensava isso também reduziria a eficiência do espalhamento múltiplo intensificando a polarização.

E como vamos descobrir o que é?

Muito bem, no ano de 2022, a JAXA irá mandar para o Phaeton, uma missão chamada DESTINY+, ela vai fazer observações detalhadas desse misterioso asteroide e ajudar os cientistas planetários a caracterizarem de forma mais precisa a sua geologia e suas características.

Portanto, esse é mais um mistério do nosso Sistema Solar, mas que tem data marcada para ser resolvido, só nos resta aguardar.

Fonte:

https://phys.org/news/2018-06-mystery-asteroid-phaethon.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.