O Coração da Escuridão

Algumas das poeiras mais frias e escuras no espaço brilha nessa imagem infravermelha feita pelo Observatório Herschel, uma missão da Agência Espacial Europeia com importante participação da NASA. A imagem é uma composição da luz capturada simultaneamente por dois dos três instrumentos a bordo do Herschel – uma câmera com antena fotodetectora e o Espectrômetro com seu receptor espectral e fotométrico. A imagem revela uma fria e turbulenta região onde o material está começando a se condensar formando novas estrelas. Ela está localizada no plano da Via Láctea, a 60 graus do centro. A cor azul mostra material mais quente, vermelho o mais frio, e verde representa o material com temperatura intermediária. Os filamentos vermelhos são feitos do material mais frio registrado pela imagem – material que somente um pouco mais quente do que a temperatura mais baixa que teoricamente possa existir no universo. Créditos da Imagem: ESA/NASA/JPL – Caltech.

Fonte:

http://www.nasaimages.org/luna/servlet/detail/NVA2~34~34~79350~135767?qvc=lc:NVA2~34~34

 

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo