O Cometa ISON É Fotografado Pela Sonda MRO Em Sua Passagem Por Marte

ison-montage


observatory_150105Em 29 de Setembro, a sonda MRO (Mars Reconnaissance Orbiter) manobrou para apontar sua câmera HIRISE (High Resolution Imaging Science Experiment) para ISON, um novo cometa passando por Marte em seu caminho para o interior do sistema solar.

HIRISE viu um pequeno ponto na posição do cometa que é relativamente brilhante, como uma estrela, mas se movendo em relação às verdadeiras estrelas. A coma do cometa é aparentemente muito apagada, e esse dado é útil para se calcular o tamanho do núcleo e seu brilho, informações chaves para entender seu comportamento. 

A imagem mostra uma área de 256 x 256 pixels a uma distância do cometa de 12.8 milhões de quilômetros e com um ângulo de fase solar de 47 graus. Mais três observações do cometa ISON estão previstas para 1 e 2 de Outubro, conforme ele se move para sua passagem mais próxima pelo planeta Marte, a 11.3 milhões de quilômetros (mas com menos iluminação quando visto de Marte). 

Com base em análises preliminares, o cometa parece estar no limite inferior da gama de previsões de brilho para observação. Como resultado, a imagem não é visualmente agradável, mas essa baixa atividade é melhor para a definição do tamanho do núcleo. Essa imagem tem uma escala de aproximadamente 13.3 quilômetros por pixel, maior que o cometa, mas o tamanho do núcleo pode ser estimado baseando-se no brilho típico do núcleo de outros cometas. O cometa ISON, como Marte, está atualmente a 241 milhões de quilômetros do Sol. Conforme se aproxime do Sol, seu brilho aumentará para observadores na Terra e também pode se tornar intrinsecamente mais brilhante conforme a luz solar, cada vez mais forte, evapora o gelo do cometa. 

Acredita-se que o cometa ISON (oficialmente de C/2012 S1) está em sua primeira passagem pelo interior do sistema solar vindo de Oort Cloud, uma coleção esférica de cometas e estruturas semelhantes que existe numa área situada entre um décimo de ano-luz e um ano-luz do Sol. O cometa passará a uma distância de 724,000 milhas (1.16 milhões de quilômetros) do Sol em 28 de Novembro. Ele foi descoberto em 21 de Setembro de 2012, aproximadamente entre Júpiter e Saturno, por Vitali Nevski e Artyom Novichonok, que fazem parte da International Scientific Optical Network (ISON), próximo a Kislovodsk, na Rússia. 

ISON-detail


Fonte:

http://www.uahirise.org/releases/ison-pt.php

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo