O Colar Polar de Titã

PIA17124


observatory_1501054O colar polar de Titã, anteriormente visto pela sonda Voyager 2 e pelo Telescópio Espacial Hubble, agora foi observado pela sonda Cassini, e é mostrado na imagem ultravioleta acima. Acredita-se que o colar seja de natureza sazonal. Os pesquisadores ainda estão estudando a sua causa e a sua evolução.

A imagem acima foi feita com a câmera da Cassini apontada para o hemisfério de Titã que fica de frente para Saturno. O norte em Titã está para cima e rotacionado em 32 graus para a direita. A imagem acima foi feita com a câmera de ângulo restrito da sonda Cassini no dia 13 de Abril de 2013, usando um filtro espectral sensível ao comprimento de onda da luz ultravioleta centrada em 338 nanômetros.

A imagem acima foi feita a aproximadamente 1.8 milhões de quilômetros de Titã e com o conjunto, Sol-Titã-Cassini em fase com ângulo de 4 graus. A escala da imagem é de 11 km/pixel.

A missão Cassini-Huygens é um projeto cooperativo da NASA, da Agência Espacial Europeia e da Agência Espacial Italiana. O Laboratório de Propulsão a Jato, uma divisão do Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena, gerencia a missão para o Science Mission Directorate da NASA em Washington. O módulo orbital Cassini e duas de suas câmeras a bordo foram desenhadas, desenvolvidas e montadas no JPL. O centro de operações de imagens está baseado no Space Science Institute em Boulder, no Colorado.

Para mais informações sobre a missão Cassini-Huygens, visite: http://www.nasa.gov/cassini e http://saturn.jpl.nasa.gov.

Fonte:

http://photojournal.jpl.nasa.gov/catalog/PIA17124


alma_modificado_rodape1053

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo