O BURACO NEGRO MAIS LUMINOSO DO UNIVERSO | SPACE TODAY TV EP2217

ENTRE NA COMUNIDADE SPARKLE DO SPACE TODAY NO HOTMART:

https://sparkle.onelink.me/twwu/spacetoday

——————————————————————–
VISITE A LOJA DO SPACE TODAY:

https://www.spacetodaystore.com

——————————————————————–

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————–

Você pode pensar que o título desse vídeo está totalmente errado e não faz o menor sentido, não é mesmo?

Mas vou tentar explicar.

Existem determinados objetos no universo que são chamados de Núcleos Ativos de Galáxias, são galáxias que são muito mais brilhantes que as outras galáxias e que a sua emissão está concentrada num pequeno local perto do núcleo da galáxia.

Esses AGN como são chamados são classificados como sendo quasars, blazars, rádio galáxias ou galáxias do tipo Seyfert, e ainda existem outras classificações menores.

Com o passar do tempo os astrônomos descobriram que na verdade, o que gerava essa imensa radiação, era um motor supermassivo, um buraco negro.

Mas como assim, se o buraco negro não emite luz?

Os buracos negros supermassivos possuem ao seu redor o que chamamos de disco de acreção, é um disco onde você tem uma matéria girando em alta velocidade e super aquecida.

Essa matéria que ainda não caiu no buraco negro emite uma forte radiação, principalmente em ondas de rádio, raios-X entre outras frequências.

Essa radiação é emitida através de jatos de matéria monstruosos, que chegam a ter milhares de anos-luz de extensão.

E uma maneira de classificar os AGNs é justamente como observamos esses jatos, de frente, de lado, inclinado, etc…

Os quasars são muito importantes, pois emitem radiação em todos os comprimentos de onda, são muito distantes, e podem nos ensinar muito sobre a origem e a evolução do universo.

E quanto mais luminoso o quasar melhor para se fazer as análises e medidas necessárias.

Em 2018, os astrônomos usaram uma série de observatórios e descobriram o quasar chamado SMSS J2157, eu quase nunca falo nome de objeto aqui mas esse merece.

Ele está localizado a nada mais nada menos que 12.6 bilhões de anos-luz de distância da Terra, e em 2018 eu fiz um vídeo aqui no canal falando dele, pois é o buraco negro que cresce mais rápido no universo primordial.

Pois bem, as maravilhas desse objeto não pararam por aí.

Os astrônomos continuaram estudando esse quasar, com o VLT e outros observatórios e descobriram algo fascinante.

Com as análises mais recentes que foram feitas, ele se tornou o quasar mais luminoso do universo conhecido.

Um quasar extremamente distante, extremamente luminoso, o que falta mais para ele ser incrível?

A massa!!!

Pois bem, a massa desse buraco negro supermassivo é de nada mais nada menos 34 bilhões de vezes a massa do Sol, o que o coloca facilmente no top 3 dos buracos negros mais massivos do universo conhecido.

Esse trabalho é fundamental para se entender como os buracos negros evoluíram no início do universo, o que ajuda a entender também como o próprio universo se formou e evoluiu no universo primordial.

Fonte:

https://arxiv.org/pdf/2005.06868.pdf

#BLACKHOLE #QUASAR #SPACETODAY

Meu vídeo de 2018:

https://www.youtube.com/watch?reload=9&v=G1HXI4xb3mA

Vídeo do Blablalogia:

https://www.youtube.com/watch?v=Sv5ZccDRQL0

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo