fbpx

O Aglomerado Duplo de Perseus

hchi_FNeyer_large2


observatory_150105Esse amável campo estelar se espalha por aproximadamente sete luas cheias (aproximadamente 3.5 graus) pela heroica constelação do céu do norte de Perseus. Logo a direita do centro ela abriga o famoso par de aglomerados estelares abertos ou galácticos, h e Chi Persei. Também catalogados como NGC 869 (direita) e NGC 884 (esquerda), ambos os aglomerados estão localizados a aproximadamente 7000 anos-luz de distância e contém estrelas mais jovens e mais quentes que o Sol. Separados por poucas centenas de anos-luz, os aglomerados têm ambos 13 milhões de anos de vida com base nas idades de suas estrelas individuais, evidências que eles são provavelmente um produto da mesma região de formação de estrelas. Sempre um belo alvo para ser observado por binóculos o Aglomerado Duplo é até mesmo visível a olho nu de locais bem escuros. Apesar de não serem vistas por binóculos, e não muito mostradas em imagens telescópicas da região estão apagadas nuvens de gás hidrogênio ionizado encontradas através dessa impressionante paisagem cósmica. A imagem acima, é uma composição colorida que inclui dados de banda restrita para realçar a emissão das nuvens de hidrogênio. Visível através do canto superior esquerdo do vasto campo de visão está outro aglomerado estelar menor, o NGC 957, também similar em idade, distância e possivelmente relacionado ao famoso Aglomerado Duplo de Perseus.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap140123.html


alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo