fbpx

NGC 5477 – Um Arquétipo de Uma Galáxia Anã

An archetypal dwarf galaxy

observatory_15010585A constelação da Ursa Major (O Grande Urso) é o lar do objeto Messier 101, a Galáxia do Redemoinho. Essa é uma das maiores e mais brilhantes galáxias espirais no céu noturno. A Messier 101 é também o objeto de uma das mais famosas imagens do Hubble (mostrada abaixo). Como a Via Láctea, a Messier 101 não está sozinha, ela possui galáxias anãs menores em sua vizinhança.

A NGC 5477, uma dessas galáxias anãs no Grupo da Messier 101, é o tema da imagem acima do Hubble. Sem uma estrutura óbvia, mas com sinais visíveis de nascimentos de estrelas que estão em andamento, a NGC 5477 parece mais com um arquétipo de uma galáxia anã irregular. As brilhantes nebulosas que se estendem através de boa parte da galáxia são na verdade nuvens de gás hidrogênio brilhantes onde novas estrelas estão se formando. Esse brilho é na verdade rosa avermelhado, embora a escolha de filtros verde e infravermelho para essa imagem tenham o deixado quase que branco.

As observações foram feitas como parte de um projeto com o objetivo de medir com precisão as distâncias para um grupo de galáxias dentro de um raio de aproximadamente 30 milhões de anos-luz da Terra, estudando o brilho de suas estrelas gigantes vermelhas.

Além da NGC 5477, a imagem inclui numerosas galáxias em segundo plano, incluindo algumas daquelas que são visíveis através da NGC 5477. Isso serve como uma lembrança de que as galáxias estão longe de ser um objeto sólido e opaco, as galáxias são na verdade constituídas na sua maioria de espaços vazios entre suas estrelas.

A imagem acima é uma combinação das exposições feitas através dos filtros verde e infravermelho usando a Advanced Camera for Surveys do Hubble. O campo de visão da imagem acima é de aproximadamente 3.3 por 3.3 arcos de minuto.

heic0602a

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/images/potw1301a/

alma_modificado_rodape10585

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo