NGC 1803 – Uma Bela Galáxia Espiral de Frente Para Nós E Fotografada Pelo Hubble

This bright, somewhat blob-like object — seen in this Picture of the Week as observed by the NASA/ESA Hubble Space Telescope — is a galaxy named NGC 1803. It is about 200 million light-years away, in the southern constellation of Pictor (The Painter’s Easel). NGC 1803 was discovered in 1834 by astronomer John Herschel. Herschel is a big name in astronomy; John, his father William, and his aunt Caroline all made huge contributions to the field, and their legacies remain today. William systematically catalogued many of the objects he viewed in the night sky, named many moons in the Solar System, discovered infrared radiation, and more. Caroline discovered several comets and nebulae. John took this aforementioned catalogue of night-sky objects and reworked and expanded it into his General Catalogue of Nebulae and Clusters of Stars. This was the basis for the cataloguing system still used today by astronomers (Dreyer’s New General Catalogue of Nebulae and Clusters of Stars, or the New General Catalogue for short). This gives rise to the NGC names assigned to a vast number of galaxies — including NGC 1803. This galaxy is one of a galactic pair. It was described by Dreyer as being “faint, small, [and] round”, and located near to a very bright star to the southeast. This star is in fact the nebulous lenticular galaxy PGC 16720 — not visible in this image.

A imagem acima, feita pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA, mostra a galáxia conhecida como NGC 1803. Essa galáxia está situada a cerca de 200 milhões de anos-luz de distância da Terra, na constelação de Pictor.

A NGC 1803 foi descoberta em 1834 pelo astrônomo John herschel. Herschel é um grande nome na astronomia, John, seu pai William e a sua tia Caroline, todos eles fizeram grandes descobertas e trouxeram grandes contribuições par a astronomia, e o seu legado dura até hoje. William, de maneira sistemática catalogou muitos objetos do céu noturno, deu nome a satélites naturais do Sistema Solar, descobriu a radiação infravermelha, entre outras coisas. Caroline, descobriu uma série de cometas e nebulosas. John fez um belo catálogo de objetos do céu noturno e retrabalhou e expandiu, criando o General Catalogue of Nebulae and Clusters of Stars. Esse foi a base para a criação do catálogo que é usado até hoje pelos astrônomos, o New General Catalogue of Nebulae and Clusters of Stars, de Dreyer, ou simplesmente, o New General Catalogue, também conhecido pelas letras NGC.

Com isso então um grande número de galáxias foi identificadas, todas que têm NGC na frente dos números, incluindo a NGC 1803. Essa galáxia na verdade é um par de galáxias. Ela foi descrita por Dreyer como sendo, apagada, pequena e arredondada, e localizada perto de uma estrela muito brilhante a sudeste. Essa estrela que ele mencionou, na verdade é outra galáxia, uma galáxia do tipo lenticular e conhecida como PGC 16720, que não aparece na imagem.

Crédito:

ESA/Hubble & NASA, A. Bellini et al.

Fonte:

https://www.spacetelescope.org/images/potw2002a/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.