fbpx

Monte Olympus em Marte – O Maior Vulcão do Sistema Solar

Marte, como nos mostram as imagens da sonda Phoenix, não se parece nada com a Terra. “Ele é contínuo, sem fissura e sem oceanos”, assim escreveu Oliver Morton no livro Mapping Mars – Science and Imagination and the Birth of a World. Porém se impondo acima das freqüentes tempestades de poeira do planeta vermelho está o Monte Olympus – a montanha e o vulcão mais alto conhecido no nosso Sistema Solar. O edifício central se eleva a 27 km acima da superfície – ou três vezes mais alto que o Monte Everest acima do nível do mar e 2.6 vezes mais alto que o monte Mauna Kea acima da sua base. Ele tem uma largura de 550 km com paredes escarpadas e com um complexo de caldeiras que tem 85 km de comprimento, 60 km de largura e mais de 3 km de profundidade  com 6 crateras se interceptando. Sua borda externa é definida por uma parede escarpada com 6 km de altura essas características são únicas em relação aos vulcões de Marte.

Em 2004 a sonda orbital Express fez imagens de derramamentos de lava antigos nos flancos do Monte Olympus. Com base no tamanho da cratera e na freqüência, a superfície do lado oeste do vulcão foi desde 115 milhões de anos até uma idade de 2 milhões de anos, o que é muito recente em termos geológicos indicando que a montanha pode ainda ter alguma atividade.

O monte Mauna Kea no Havaí é um exemplo de um vulcão similar ao Monte Olympus só que em escala reduzida. O Monte Olympus provavelmente possui esse tamanho gigantesco pelo fato de não sofrer os efeitos de placas tectônicas. Nesse caso a crosta se mantém fixa abaixo do vulcão e esse de maneira continua despeja lava moldando toda a sua grandiosidade.

Essa montanha, bem como outros vulcões localizados na mesma região denominada de Tharsis foi visível da Terra no século 19. O astrônomo Patrick Moore aponta que durante as tempestades de areia, “Schiaparelli descobriu que as estruturas Nodus Gordis e a Olympic Snow eram as únicas feições visíveis”.

Porém foi somente com a sonda Mariner que foi possível confirmar essa informação. Após a sonda Mariner 9 fotografar o vulcão desde a sua órbita em 1972, tornou-se claro que a sua altura era muito maior do que qualquer montanha encontrada na Terra e o nome dessa região foi então modificado para Monte Olympus.

[youtube width=”739″ height=”600″]http://www.youtube.com/watch?v=1BPNVtCgAbk[/youtube]

Fonte:

http://www.stumbleupon.com/su/2mxLXo/www.dailygalaxy.com/my_weblog/2010/04/mars-olympus-mons-the-solar-systems-most-massive-volcano-mars-.html/r:t

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .