fbpx

Missão Kepler da NASA Descobre Múltiplos Planetas Orbitando Sóis Gêmeos

A missão Kepler da NASA descobriu o primeiro  sistema de trânsito circumbinário, ou seja, múltiplos planetas orbitando dois sóis, a 4900 anos-luz de distância da Terra, na constelação de Cygnus, provando que mais de um planeta podem se formar e sobreviver orbitando um sistema duplo de estrelas.

O planeta mais interno, o Kepler-47b, orbita o par de estrelas em menos de 50 dias. Acredita-se que esse seja um mundo que sofre intensamente com o calor, onde a destruição do metano em sua atmosfera super aquecida, pode gerar uma espessa névoa que poderia cobrir o planeta. Com três vezes o raio da Terra, o Kepler-47b é o menor planeta conhecido de um sistema circumbinário de trânsito.

O planeta mais externo, o Kepler-47c, orbita o par de estrelas a cada 303 dias, colocando-o na chamada “zona habitável”, a região no sistema planetário onde a água pode existir em estado líquido na superfície do planeta. Mas o Kepler-47c não é favorável ao desenvolvimento da vida, acredita-se que ele seja um gigante gasoso, um pouco maior que Netuno, onde uma atmosfera de nuvens espessas e brilhantes possa existir.

Para mais informações sobre a missão Kepler, visite: http://www.nasa.gov/kepler

Para mais informações sobre o NASA Ames, visite: http://www.nasa.gov/ames

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .