fbpx

MATÉRIA ESCURA NÃO É FEITA DE BURACOS NEGROS PRIMORDIAIS | SPACE TODAY TV EP.1771

Link para comprar o novo kit da Space Today Store:

https://mailchi.mp/d402bc9a0310/sptd

——————————————————————————-

Para fazer parte do seleto grupo dos apoiadores!!!

<a href=”https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join” target=”_blank” rel=”nofollow”>https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————————-

Os cientistas sabem que 85% de toda a matéria do universo é feita da chamada matéria escura.

Sua força gravitacional evita que as estrelas da Via Láctea, por exemplo, saiam voando pelo espaço.

Contudo, as tentativas feitas até hoje de detectar a matéria escura em Terra, usando o LHC e muitos outros experimentos, falharam até o momento.

Isso fez os cientistas consideraram uma teoria proposta por Stephen Hawnking em 1974.

Nessa teoria Hawking dizia que exisitiam buracos negros primordiais que nasceram logo depois do Big Bang e que esses buracos negros poderiam representar grande parte da matéria escura que os pesquisadores tentam detectar.

Então, um grupo de pesquisadores resolveu montar um experimento para tentar identificar esses buracos negros primordiais.

A ideia deles foi usar o efeito de lente gravitacional para procurar esses buracos negros entre a Via Láctea e a Galáxia de Andr6omeda.

A metodologia era a seguinte, para que funcione é preciso ter uma estrela na galáxia de Andrômeda, um bruaco negro agindo como lente gravitacional e um observador na Terra.

Quando a luz da estrela passar pelo buraco negro o seu brilho sofrerá uma alteração e então seria uma detecção do que se procura.

Para rodar o experimento os pesquisadores escolheram o Telescópio Subaru, que tem uma câmera chamada de Hyper Suprime-Cam, que é capaz de capturar uma imagem inteira de Andrômeda de uma vez só.

Os pesquisadores fizeram então 190 imagens consecutivas de Andrômeda, durante sete horas de observação numa noite clara.

Se a matéria escura consistisse de buracos negros primordiais, de uma dada massa, essa massa seria menor que a da Lua, ,e os pesquisadores esperariam encontrar 1000 eventos de lente gravitacional.

E depois de analisar bem os dados, os pesquisadores descobriram 1 evento.

com esse resultado, os buracos negros primordiais contribuiriam para não mais de 0.1% de toda a matéria escura.

ou seja, a teoria, nesse experimento não foi comprovada.

Os pesquisadores não vão parar por aí, eles pretendem desenvolver suas análises da galáxia de Andrômeda, com novos métodos, técnicas de processamento de dados.

Uma teoria que eles pretendem investigar também se os buracos negros binários descobertos pelo LIGO não seriam buracos negros primordiais.

A busca pela matéria escura continua!!!

#MateriaEscura #BuracosNegrosPrimordiais

Fonte:

https://www.subarutelescope.org/Pressrelease/2019/04/01/index.html

https://arxiv.org/pdf/1701.02151.pdf

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo