fbpx

Matéria Escura É Mais Complicada Do Que Se Pensava – Space Today TV Ep.1185

Na semana passada, fomos surpreendidos pela notícia de que os astrônomos descobriram uma galáxia onde se tem uma grande deficiência de matéria escura.

Isso caiu como uma bomba, pois como sabemos a matéria escura corresponde a cerca de 27% de toda a massa do universo, e nas galáxias a matéria escura tem um papel fundamental.

De maneira bem simples, a matéria escura funciona como uma cola invisível que mantém, por exemplo, as galáxias como um objeto coeso, sem ela provavelmente, as estrelas numa galáxia como a Via Láctea, sairiam voando por aí, à medida que a nossa galáxia gira.

Embora tenha tudo isso com relação à matéria escura, é muito complicado estudá-la.

Uma das melhores maneiras de se estudar a matéria escura é observando aglomerados de galáxias.

E a cerca de 3 anos atrás um grupo de astrônomos estudando o aglomerado de galáxias Abell 3827 localizado a cerca de 1.3 bilhão de anos-luz de distância da Terra fizeram uma bela descoberta, tinham detectado a matéria escura de forma separada das galáxias.

A partir daí eles pensaram que iriam começar a entender a matéria escura.

Mas o universo companheiro, não liga para você, quando você tá quase lá, ele vem e te dá uma rasteira.

Na verdade, é a ciência que evolui, a tecnologia e os métodos de análise de dados.

Recentemente um grupo de astrônomos resolveu investigar esse mesmo aglomerado de galáxias usando o ALMA.

Com o poder de resolução do ALMA e com todas a sua sensibilidade, os astrônomos notaram que a matéria escura não está separada não, ela se mantém indefinida, misturada com as galáxias e ela continua interagindo talvez muito pouco somente com a gravidade.

Um dos astrônomos disse o quanto é frustrante trabalhar com a matéria escura, mas ele completou, isso é a ciência, quando os dados melhoram, as conclusões podem mudar.

Óbvio que a pesquisa pela matéria escura irá continuar, os astrônomos irão investigar centenas de aglomerados de galáxias tentando encontrar alguma pista.

Enquanto isso seguimos, tomando rasteira do universo.

Fonte:

https://phys.org/news/2018-04-dark-interactive.html

Artigos:

https://arxiv.org/pdf/1708.04245.pdf

Padrim do Space Today Para a Volta das Lives!!!

https://www.padrim.com.br/spacetoday

Seja meu Patrão:

http://www.patreon.com/spacetoday

=====================================================

Seja um apoiador do Space Today:

https://apoia.se/spacetoday

=====================================================

Conheça a Agência Marcos Pontes e torne o seu sonho de conhecer o ESO em realidade:

http://www.agenciamarcospontes.com.br

http://www.agenciamarcospontes.com.br/visita-observatorios-telescopios-eso-atacama-viagem.php

=====================================================

Seja meu Patrão:

http://www.patreon.com/spacetoday

=====================================================

Apoio e apresentação:

http://deviante.com.br

A nova casa do SciCast

=====================================================

Science Vlogs Brasil:

https://www.youtube.com/channel/UCqiD87j08pe5NYPZ-ncZw2w/featured

http://scienceblogs.com.br/sciencevlogs/

https://www.youtube.com/channel/UCqiD87j08pe5NYPZ-ncZw2w/channels?view=60

=====================================================

Meus contatos:

BLOG: https://spacetoday.com.br

FACEBOOK: http://www.facebook.com/spacetoday

TWITTER: http://twitter.com/spacetoday

YOUTUBE: http://www.youtube.com/spacetodaytv

Obrigado pela audiência e boa diversão!!!

=====================================================

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .