fbpx

Mapa da Sonda Voyager Detalha a Estranha Lua Tritão de Netuno


triton_01


observatory_150105A sonda Voyager 2 da NASA deu à humanidade sua primeira visão em detalhe de Netuno e de sua lua Tritão em 1989. Como um filme antigo, as históricas imagens da Voyager de Tritão, foram restauradas e usadas para construir o melhor mapa colorido global dessa estranha lua. O mapa, produzido por Paul Schenk, um cientista no Lunar and Planetary Institute em Houston, foi também usado para gerar um filme que recriou esse histórico encontro da Voyager, que aconteceu a 25 anos atrás no dia 25 de Agosto de 1989.

O novo mapa de Tritão, tem uma resolução de 600 metros por pixel. As cores foram melhoradas para dar ao mapa um contraste que se aproxima das cores naturais de Tritão. Os “olhos” da Voyager registraram cores que são levemente diferentes daquelas observadas pelo olho humano, e seu mapa foi produzido usando filtros laranja, verde e azul.

Em 1989, a maior parte do hemisfério norte estava na escuridão e não foi observado pela sonda Voyager. Devido à velocidade da visita da Voyager e da baixa velocidade de rotação de Tritão, somente um hemisfério foi visto claramente nessa distância. O resto da superfície estava ou na escuridão ou foi observada como marcas borradas.

A produção do novo mapa de Tritão foi inspirada pela expectativa do encontro da sonda New Horizons da NASA com Plutão, que deve acontecer em pouco menos de um ano. Entre as melhorias no mapa estão atualizações para melhorar a precisão da localização de feições, melhorar a nitidez dos detalhes das feições removendo algum efeito de borrão da câmera, e melhoras no processamento de cores.


triton_02


Embora Tritão seja uma lua de um planeta, e Plutão seja um planeta anão, Tritão serve como um teste do que se deve encontrar em Plutão. Embora ambos os corpos sejam originados do sistema solar externo, Tritão foi capturado por Netuno e tem uma história térmica radicalmente diferente de Plutão. O aquecimento de maré provavelmente derreteu o interior de Tritão, produzindo vulcões, fraturas e outras feições geológicas que a sonda Voyager viu na sua superfície congelada e acidentada.

Plutão, provavelmente não é uma cópia de Tritão, mas algumas das mesmas feições podem estar presentes. Tritão é um pouco maior que Plutão, tem uma densidade interna e uma composição similar, e tem os mesmos elementos voláteis de baixa temperatura  congelados na sua superfície. A composição da superfície de ambos os corpos inclui monóxido de carbono, dióxido de carbono, metano e nitrogênio.

A sonda Voyager também descobriu plumas atmosféricas em Tritão, fazendo com que ele fosse reconhecido como sendo um dos corpos ativos no sistema solar externo, juntamente com objetos como a lua Io de Júpiter, e Encélado de Saturno. Os cientistas estarão olhando para Plutão em 2015 para ver se ele pode se juntar a essa restrita lista. Eles também estarão olhando para ver como Plutão e Tritão se comparam, e como suas diferentes histórias moldaram suas superfícies assim como observamos.


triton_03


Embora aconteça como um rápido sobrevoo, o encontro da New Horizons com Plutão, marcado para acontecer no dia 14 de Julho de 2015, não será uma repetição do encontro da Voyager com Tritão, mas sim uma consequência, e como se fosse uma refilmagem, com uma nova sonda, tecnologicamente mais avançada e mais importante, com novos personagens. Esses personagens são Plutão e sua família de cinco luas conhecidas, todas serão vistas de perto pela primeira vez, em meados de 2015.

Tritão pode não ser uma prévia perfeita para as próximas atrações, mas ele serve muito bem como um trailer para o esperado filme de sucesso que é o encontro da New Horizons com Plutão em 2015.

Outro marco importante para a missão Voyager acontece no dia 25 agosto, marca o aniversário de dois anos que a sonda Voyager 1 alcançou o espaço interestelar.

A missão Voyager é gerenciada pelo Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em Pasadena, na Califórnia, para o Sicence Mission Directorate na sede da NASA em Washington. A Caltech, gerencia o JPL para a NASA. O Laboratório de Física Aplicada da Universidade de Johns Hopkins em Laurel, Maryland, gerencia a missão New Horizons para o SMD da NASA.

Para mais informações sobre o Lunar and Planetary Institute, visitem:

http://www.lpi.usra.edu

Para mais informações sobre a Voyager, visitem:

http://www.nasa.gov/voyager

http://voyager.jpl.nasa.gov

Para mais informações sobre a missão New Horizons, visitem:

http://pluto.jhuapl.edu

http://www.nasa.gov/newhorizons



Fonte:

http://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?release=2014-285

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .