Mais Uma da Fauna Cósmica: Nebulosa da Borboleta

Os aglomerados e as nebulosas vistas no céu noturno da Terra são quase sempre designados por nome de flores ou insetos, com a NGC6302 isso não é diferente, também conhecida como nebulosa da Borboleta. Com uma temperatura superficial estimada em 250000 ºC, a estrela central dessa nebulosa planetária particular é excepcionalmente quente, brilhando em luz ultravioleta, mas se escondendo da luz visível por um denso toro de poeira. Essa bela imagem em close da nebulosa de uma estrela morrendo foi feita pelo Telescópio Espacial Hubble. Cortado por uma brilhante cavidade de gás ionizado, o toros de poeira envolve a estrela central próxima ao centro da imagem. Hidrogênio molecular tem sido detectado na mortalha cósmica empoeirada da estrela quente. A NGC6302 localiza-se a 4000 anos-luz de distância da Terra na constelação de Escorpião.

Fonte: http://antwrp.gsfc.nasa.gov/apod/ap090910.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo