M51: A Galáxia do Redemoinho

Se você estiver no hemisfério norte, identificar a constelação da Grande Concha e seguir o que seria o cabo da concha, ou seja, o lado oposto da concha propriamente dita, você chega numa estrela brilhante localizada na ponta do cabo. Então, deslize o seu telescópio levemente para sul e para oeste e você então encontrará um dos pares mais sensacionais de galáxias em interação do céu noturno, esse par representa a entrada de número 51 do famoso catálogo de Charles Messier. A nebulosa espiral original, a grande galáxia com uma estrutura espiral bem definida é também catalogada como NGC 5194. Seus braços espirais e suas linhas de poeira claramente varrem em frente à sua companheira, a NGC 5195. O par localiza-se a aproximadamente 31 milhões de anos-luz de distância da Terra e oficialmente está presente dentro das bordas angulares da pequena constelação de Canes Venatici. Apesar da M51 parecer um pouco apagada e difusa para os olhos humanos, imagens profundas dessa galáxia, como essa mostrada acima podem revelar até mesmo os apagados detritos de maré ao redor da galáxia companheira menor.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap120602.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.