M1: O Incrível Caranguejo em Expansão

m1_2012block


observatory_1501054A Nebulosa do Caranguejo é catalogada como M1, a primeira na famosa lista de Charles Messier das coisas que não eram cometas. De fato, o Caranguejo é agora conhecido como a parte remanescente de uma supernova, uma nuvem de detritos em expansão resultante da explosão de uma estrela massiva. O violento nascimento do Caranguejo foi testemunhado pelos astrônomos no ano de 1054. Com aproximadamente 10 anos-luz de diâmetro hoje, a nebulosa ainda está em expansão a uma taxa de mais de 1000 quilômetros por segundo. Quer ver a Nebulosa do Caranguejo se expandindo? Veja o vídeo abaixo que compara as imagens da M1 feitas em 1999 com o Observatório do ESO, com essa feita em 2012no Monte Lemmon Sky Center. As estrelas de fundo foram usadas para registrar as duas imagens. A Nebulosa do Caranguejo localiza-se a aproximadamente 6500 anos-luz de distância da Terra na constelação de Taurus.

M1: The Crab Nebula Supernova Remnant (animation) from Adam Block on Vimeo.


Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.